Atacante também salientou que a possível vinda de Pato é uma prova do tamanho do clube alvinegro

Emerson Sheik disse que no Corinthians não há individualizações
Gazeta Press
Emerson Sheik disse que no Corinthians não há individualizações

Na condição de autor dos gols que sacramentaram a conquista da última Copa Libertadores da América, o atacante Emerson já começou a dar recados para um provável futuro companheiro de Corinthians . O Sheik não quer que Alexandre Pato, próximo de deixar o Milan e reforçar o campeão mundial, seja o astro maior do seu time - como está sendo alardeado.

Você concorda com Emerson Sheik? Deixe sua opinião com outros fãs 

"É difícil falar sobre o Pato porque não individualizamos as coisas no Corinthians. A marca do time é justamente a de não ter nenhuma estrela. Isso também vai valer para o Pato", adiantou o Sheik, que nega até vaga cativa no time titular para o colega. "Quem estiver no melhor momento vai ser escalado. Para jogar, o Pato tem que estar bem, mostrando comprometimento com o grupo e com a instituição. O nosso treinador é muito justo", avisou.

Veja também:  Pato não aparece em partida de Zico, enquanto Assunção foge da imprensa

De fato, o técnico Tite sempre estimulou a concorrência entre seus jogadores. Só definiu Emerson e Guerrero como titulares do ataque corintiano às vésperas do Mundial de Clubes. Jorge Henrique, Romarinho e o argentino Martínez -repreendido por ameaçar deixar o clube caso permanecesse na reserva em 2013 - continuam em alta em um setor que poderá contar também com Pato em 2013."O Pato é um jogador diferenciado, sem dúvida. Todos os times gostariam de tê-lo. Mas o fato de vestir a camisa do Corinthians é maior do que tudo isso. É fundamental saber que essa camisa é mais importante do que um jogador", continuou a pregar o Sheik.

Confira ainda:  Médico do Corinthians diz acreditar na recuperação de Pato no Brasil

De qualquer forma, Emerson acredita que a contratação de Alexandre Pato é mais uma prova da força do Corinthians. "Diante de tudo o que vivemos, é importante trazer um atleta como ele, com nível de Seleção Brasileira, que dispensa comentários. Isso mostra o crescimento do clube. A nossa responsabilidade é grande", disse, evitando se entusiasmar demais. "Qualquer time pode ser batido, inclusive o Corinthians, que trabalha para ter bons resultados."

Com ou sem Pato, no entanto, Sheik quer manter o Corinthians em alta. "Em 2013, pretendemos dar muito mais alegrias aos nossos torcedores. Estamos marcando época realmente, colaborando com o crescimento de uma nação, com títulos. Não vamos pensar que o que fizemos em 2012 já foi suficiente", discursou.

Alexandre Pato deverá ser justamente a primeira conquista do Corinthians no próximo ano. O novo concorrente de Emerson Sheik tem tudo para ser anunciado como reforço do clube nos primeiros dias de janeiro, quando ocorrerá uma nova reunião entre o diretor adjunto de futebol Duílio Monteiro Alves e Adriano Galliani, vice-presidente do Milan.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.