Werley, Léo Gago e Anderson Pico pegaram três jogos de suspensão pela confusão na partida diante do Millonarios, na Sul-Americana. Elano se livrou de punição de grave

Vanderlei Luxemburgo já tem seus primeiros problemas para a disputa da Libertadores. Além da preocupação com a altitude de Quito no duelo preliminar com a LDU, o treinador perdeu Werley, Leó Gago e Anderson Pico, punidos pela Conmebol com três jogos de suspensão pela confusão na eliminação diante do Millonarios-COL, nas quartas de final da Copa Sul-Americana. No entanto, o time gaúcho viu Elano se livrar de punição grave e ficar garantido para a estreia na competição continental em 2013.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Léo Gago foi punido por três jogos pela Conmebol
Futura Press
Léo Gago foi punido por três jogos pela Conmebol

Depois de sair na frente com gol do próprio Werley, o Tricolor Gaúcho viu o time colombiano virar a partida e se classificar já nos minutos finais da partida em Bogotá. Irritados com a arbitragem de Carlos Vera, os gremistas partiram para cima do árbitro e foram levados a julgamento nesta sexta-feira.

Leia mais:   Dois grupos da Libertadores podem ter duelos entre brasileiros. Veja as chaves

Segundo as informações listadas pelo na súmula, Vera teria levado uma cusparada de Werley, chutado por Anderson Pico e ofendido por Léo Gago. Já Elano, que foi flagrado por câmeras de televisão acertando um chute em um dos auxiliares, passou impune pela Comissão Disciplinar.

O tempo de suspensão sugerido inicialmente variava de dez partidas a dez meses, mas a defesa do Grêmio conseguiu reduzir a pena. Além do prejuízo dentro de campo, a diretoria tricolor ainda terá de pagar multa no valor de 10 mil dólares (R$ 20,7 mil) pela confusão na capital colombiana.

A estreia do Grêmio na Copa Libertadores da América está marcada para o dia 23 de janeiro, três semanas após a reapresentação do elenco. A tendência é que a delegação viaje dias antes para Quito para melhor adaptação à altitude da capital equatoriana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.