O ex-presidente do Corinthians elogiou também a construção do estádio e do Centro de Treinamento

Alberto Dualib (à esquerda) foi um dos piores presidentes da história do Corinthians
Gazeta
Alberto Dualib (à esquerda) foi um dos piores presidentes da história do Corinthians

Envolvido em escândalos, Alberto Dualib renunciou em 2007 à presidência do Corinthians, cargo que tinha assumido 14 anos antes. Viu o time ser rebaixado logo na sequência e, de lá para cá, acompanhou um crescimento histórico que começou com Andrés Sanchez, seu antigo aliado.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A dias de completar 93 anos, o ex-presidente elogiou bastante o trabalho feito pela diretoria atual, comandada por Mário Gobbi. Segundo ele, um dos grandes méritos foi aprender com os problemas da gestão anterior.

"Realmente, a administração atual não pecou como nós. Eles tiveram uma organização perfeita dentro e fora de campo. Principalmente, eles mantiveram o técnico, que manteve o padrão e trabalhou muito bem", disse Dualib à Rádio Bradesco Esportes .

Leia mais:  Corinthians tem três dos 10 maiores patrocínios do Brasil. Veja o ranking

Manter Tite foi justamente algo que ele não fez. Em 2005, ainda no início da conturbada parceria com a MSI, o treinador gaúcho foi demitido pelo presidente da empresa, Kia Joorabchian, que entrou no vestiário chutando a porta após uma derrota para o São Paulo.

"Tínhamos a parceria com a MSI, e o Kia não o quis mais porque não achava que ele era o técnico ideal. O Tite foi melhorando, melhorando e chegou ao nível de hoje. Ele pode ser considerado um dos melhores técnicos do Brasil e do mundo", comentou o ex-dirigente.

Veja também:  Bayer Leverkusen confirma saída de Renato Augusto para o Corinthians

Dualib elogiou também a maneira com a qual Andrés e Gobbi conduziram a melhoria da estrutura física do clube. Na gestão Dualib, apesar de muitas promessas, só que recebeu uma reforma digna foi o prédio ocupado pela própria presidência, que passou a ser chamado de "palácio de mármore".

"Eu preciso reconhecer que, desde o tempo do Andrés, foi perfeito. Desde que caiu para a segunda divisão, eles só ganharam títulos, construíram estádios, um centro de treinamento. Para nós, corintianos, é um grande orgulho", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.