Atacante não espera veículo percorrer muitos metros da Avenida Tiradentes para pegar o microfone em mãos e comandar gritos dos torcedores

O atacante Emerson Sheik se encarregou de comandar a festa da torcida do Corinthians pelas ruas de São Paulo nesta terça-feira, dia em que a equipe desembarcou no Brasil como campeã mundial. Do alto do trio elétrico, o atacante não esperou o veículo percorrer muitos metros da Avenida Tiradentes para pegar o microfone em mãos.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Abaixem o som aí!", pediu Emerson, enquanto o trio elétrico reproduzia o hino do Corinthians. Em seguida, o atacante puxou o coro de uma multidão de torcedores que se aglomerava ao seu redor. "Aqui tem um bando de loucos!", berrou, minutos antes de avisar que "o campeão voltou".

Sheik não era o único entusiasmado no trio elétrico. Ao seu lado, o lateral direito Alessandro não se continha com a reluzente taça do Mundial de Clubes. O capitão trocou uma camiseta pelo uniforme do Corinthians, entregou e retirou das mãos do goleiro Danilo Fernandes os seus óculos escuros e enrolou-se em um dos bandeirões da torcida.

E mais: Liderado por Alessandro com a taça do Mundial, Corinthians chega a São Paulo

Os gaúchos do elenco ficaram na parte de trás do trio elétrico. Muito sorridente, o goleiro Cássio acenava para os fãs freneticamente. Alguns o chamavam de "ídolo", certamente se lembrando das grandes defesas executadas na final contra o inglês Chelsea.

Tite também se soltou. O técnico batia bastante no peito enquanto trocava olhares com o público, reverenciado por ele com os braços, e chegou até a vestir a cabeça com um chapéu oriental. Metros à frente do comandante gaúcho, muitos jogadores filmavam a festa com telefones celulares em uma mão e latas de cerveja em outra. Tudo foi permitido. Afinal, como gritou o Sheik, o campeão voltou.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.