Com ampla maioria nas arquibancadas, corintianos vaiam Cech e fãs do Chelsea

Menos de uma hora antes da partida começar, estádio da final do Mundial tem massa alvinegra e minoria azul

Bruno Winckler - enviado iG a Yokohama |


Como se era de esperar pela movimentação na cidade de Yokohama antes da partida deste domingo entre Corinthians e Chelsea, a maioria absoluta dos 70 mil lugares do Nissan Stadium, palco da final do Mundial de Clubes, é formada em 90% por torcedores do Corinthians. Com essa vantagem ficou fácil para a torcida do time paulista se impor nos gritos e se fazer ouvir antes de a bola rolar para a decisão.

O Corinthians conquistará o bi mundial? Opine!

Às 18h40 (7h40 de Brasília), os goleiros Cássio e Petr Cech foram a campo para o aquecimento e o primeiro contato dos astros da partida com o público deu a real ideia do que esperam jogadores de Corinthians e Chelsea. O arqueiro corintiano, assim que teve sua imagem exibida no telão do estádio, foi festejado e muito aplaudido. O oposto, como era de esperar, aconteceu com Cech. Hostilizado e com gritos de "Fuck You Chelsea", o goleiro checo foi para seus trabalhos de aquecimento. O telão também.exibia imagens da torcida e a cada torcedor do Chelsea exibido, uma vaia uníssona era ouvida por todo estádio.

Leia mais: Corintianos fazem caixão para rival e cantam "f*** you Chelsea" antes de final

Cinco minutos depois de os goleiros irem a campo, quando os jogadores do Corinthians subiram para o gramado para se aquecerem, nova festa corintiana, com aplausos, flashes e muito gritos de apoio.

Corinthians e Chelsea se enfrentam ás 8h30 (de Brasília). Empate leva o jogo para a prorrogação e manutenção da igualdade no tempo extra coloca o destino do jogo nos pênaltis.

    Leia tudo sobre: corinthiansmundial de clubes da fifa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG