Bi mundial pode vir no mesmo dia do 1º Brasileirão do Corinthians, em 1990

No dia 16 de dezembro de 1990 o Corinthians conquistava o seu primeiro Brasileirão após vencer o São Paulo por 1 a 0. Equipe quer mais um caneco na mesma data, o bi mundial

Mauricio Nadal - iG São Paulo* | - Atualizada às

Caso o Corinthians leve a melhor sobre o Chelsea e conquiste o bi mundial, o dia 16 dezembro entrará novamente para a história do time paulista. No mesmo dia, no ano de 1990, o Corinthians faturava o seu primeiro Campeonato Brasileiro.

O Corinthians será bi mundial neste domingo? Opine!

Gazeta Press
O camisa 9, Tupãzinho, foi o autor do gol do Corinthians na final diante do São Paulo, em 1990

Na época, o time de Parque São Jorge vinha conquistando uma série de títulos paulistas, porém ainda restava o caneco nacional para o Corinthians, que amargou um vice após derrota para o Inter, em 1976.

Leia mais:  Titular só em sete jogos pós-Libertadores, Jorge Henrique se surpreende com vaga

A equipe comandada por Nelsinho Batista e estrelada pelo meia Neto, chegou à final contra o arquirrival São Paulo e venceu a primeira partida por 1 a 0. No segundo jogo, realizado no Morumbi, no dia 16 de dezembro, o Corinthians fez o mesmo placar, com um gol de Tupãzinho e se sagrou campeão brasileiro pela primeira vez em sua história. De 1990 para cá foram mais quatro títulos nacionais (1998, 1999, 2005 e 2011).

Confira ainda: Tite veste camisa de torcedor e encerra coletiva com um "Vai, Corinthians"

Mesmo admitindo que não é supersticioso, o zagueiro Paulo André agradeceu a lembrança e espera que a feliz coincidência se torne realidade neste domingo.

"Não sou muito supersticioso, mas o que puder ajudar nesse momento a gente recebe e agradece. De qualquer forma, fico feliz pela lembrança e como disse, espero que ajude".

O zagueiro ainda elogiou os principais jogadores daquela equipe, comparou o talismã Tupãzinho a Emerson Sheik e brincou com o companheiro de time." Tive o prazer de conhecer o Neto e o Tupãzinho, o Fabinho também. O Tupãzinho era o talismá daquele time né. O Sheik é largo para caramba, espero que ele seja nosso talismã também".

*Com colaboração de Bruno Winckler

    Leia tudo sobre: corinthiansnetotupãzinhomundial de clubes da fifa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG