Atacante diz que Corinthians foge de escola brasileira e que será preciso atenção para Chelsea não ser surpreendido

Fernando Torres comemora gol contra o Monterrey
Reuters
Fernando Torres comemora gol contra o Monterrey

Fernando Torres marcou cinco gols nos últimos sete jogos do Chelsea. O último deles deu ao time inglês uma vaga na final do Mundial de Clubes neste domingo. Para o espanhol, manter a boa fase que vive e voltar a marcar será um desafio contra o Corinthians. O atacante diz que o time corintiano tem paciência, sabe marcar e foge do estilo “mágico”, que avalia ser comum entre os times brasileiros.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“É um time um pouco diferente dos brasileiros, com menos imaginação, como costuma ser os brasileiros, mas com muita paciência e que sabe se armar na defesa quando tem o placar. Será um duro desafio contra uma grande equipe”, disse o espanhol.

Leia mais: Infográfico: Chelsea é mais rico, mas Corinthians venceu mais

Feliz em ser comandado por Rafael Benítez mais uma vez – foi ele que o levou ao Liverpool em 2006, quando viveu ótima fase – Torres lamentou que o torcedor do Chelsea seja tão impaciente com o técnico. Vaiado antes do jogo, Benítez é visto como persona non grata entre os torcedores do Chelsea por conta de seu passado vermelho.

“Isso vai mudar seguramente. O passado no Liverpool não pode atrapalhar. Ele é um grande treinador e está fazendo um ótimo trabalho neste início de Chelsea. A torcida vai entender e passar a apoiá-lo”, disse.

Benítez disputa o Mundial de Clubes pela terceira vez e tenta o segundo título. Foi vice-campeão com o Liverpool em 2005 e campeão com a Inter de Milão em 2010. A final contra o Corinthians será domingo, 8h30 (de Brasília), em Yokohama.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.