Após título da Sul-Americana, jogadores se dirigiram a uma casa de shows sertaneja na região central da cidade

A suposta confusão envolvendo jogadores do Tigre e funcionários do São Paulo nos vestiários do estádio do Morumbi não tirou o brilho da conquista tricolor na Copa Sul-americana de 2012. Cerca de duas horas após a decisão do árbitro Enrique Osses de encerrar a partida em função da desistência dos jogadores argentinos, o grupo são-paulino se dirigiu a uma casa de shows sertaneja na região central da cidade.

Logo após a entrevista coletiva concedida pelo técnico Ney Franco, que criticou fortemente o que acredita ser uma desculpa dos argentinos para justificar a derrota, o meia-atacante Lucas, que se despediu do clube nesta quarta-feira, também falou rapidamente com a imprensa, já que desejava ir logo para a festa organizada pelos jogadores na casa noturna.

A eufórica torcida são-paulina também fez sua festa logo após o segundo tempo que não houve. Alguns torcedores chegaram a invadir o gramado, sendo que a Polícia Militar deteve 67 deles e levou à delegacia mais próxima do estádio. O restante da torcida festejou direto das arquibancadas do Morumbi, estádio que transformou no palco do maior público do futebol brasileiro na temporada 2012 - 67 mil pagantes.

Na porta do Morumbi, grandes movimentações de torcedores puderam ser vistas até às 2 horas (de Brasília), do mesmo modo que na Avenida Paulista, para onde vários grupos se dirigiram para completar a festa em grande estilo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.