Guitarrista de hino do Palmeiras se emociona ao embalar festa de Marcos

Marcos Kleine, do Ultraje a Rigor, diz ter ficado alegre ao ouvir sua versão na despedida do ex-goleiro, mas admite tristeza por ver o ídolo parar de jogar

Luís Araújo - iG São Paulo |

Site oficial
Marcos Kleine, guitarrista do Ultraje a Rigor

Quando o goleiro Marcos pegou o microfone para discursar aos torcedores que compareceram no Pacaembu para sua partida de despedida , uma versão do hino do Palmeiras tocado apenas na guitarra era executada. O responsável por aquela gravação é Marcos Kleine, guitarrista da banda Ultraje a Rigor e palmeirense fanático.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Em entrevista ao iG , o músico contou que teve sentimentos simultâneos no momento em que ouvia as palavras de Marcos com o som da sua guitarra ao fundo. “Melancolia por ver um grande ídolo abandonando o esporte. Alegria por ver o quanto as pessoas gostam dele, não só os palmeirenses. E, claro, teve uma alegria maior ainda por ter feito parte da festa mesmo que à distância, com minha versão do hino servindo de trilha sonora para um momento tão marcante”, afirmou.

A gravação não é nova. Kleine a fez em 2003 no próprio estúdio que tem em casa, após uma vitória do Palmeiras sobre o Marília por 2 a 0 pela segunda divisão. Depois de ter a idéia e colocá-la em prática em um intervalo de apenas três dias, ele mostrou o resultado final a alguns amigos e, poucas horas depois, já estava dando entrevistas sobre o assunto. “Foi uma loucura instantânea”, lembrou.

O guitarrista revelou que chegou a ser convidado pelos organizadores da partida de despedida do goleiro a tocar o hino no estádio, mas não pôde aceitar. Entre os motivos que impossibilitaram a sua ida, está a agenda de compromissos com o Agora é Tarde – programa da TV Bandeirantes do qual sua banda faz parte. Ele lamenta não ter comparecido e admite ter ficado surpreso ao ouvir sua produção.

Leia também: Marcos vê Prass como concorrente e estímulo para evolução de Bruno

“Não sabia como seria a festa. Portanto, não imaginava que iriam tocar a minha versão naquele momento. Queria muito estar lá. Mas, mesmo que me comprometesse, não ia chegar no horário por causa da gravação do programa”, disse.

Site oficial
Marcos Kleine durante apresentação da sua banda

Apesar de não conseguir estar presente no Pacaembu para o adeus daquele que julga ser o maior goleiro que viu jogar, Kleine acompanhou tudo pela televisão. Como o horário do jogo festivo chegou a coincidir com a exibição do Agora é Tarde, o caminho foi optar por deixar de assistir ao programa em que aparece, certo? “Exatamente. São Marcos faz milagres também nessa parte”, respondeu.

E mais:  "Fugi de escanteio para evitar gol contra", diz Oséas

O dono da guitarra que produziu as notas do hino palmeirense na partida de despedida de Marcos contou ainda que já teve a oportunidade de conversar algumas vezes com o ídolo. Em um desses encontros, tentou fazer uma outra versão, contando com a ajuda do ex-goleiro. O resultado, segundo o próprio músico, não ficou dos piores. "Bem... Fiz ele cantar o hino do Palmeiras afinado. Essa ele me deve (risos)", afirmou o bem-humorado Kleine.

Dias melhores
Quando a versão do hino de Marcos Kleine completar dez anos, o Palmeiras estará mais uma vez na segunda divisão. O rebaixamento no Campeonato Brasileiro não chegou a surpreender o guitarrista. Ele só espera que as coisas melhorem daqui pra frente, para que o torcedor palmeirense possa repetir a festa que fez na despedida de Marcos nas partidas da equipe.

"Temos uma torcida maravilhosa, e o Palmeiras vai sair dessa graças a ela. Nossos dirigentes são de segunda, terceira divisão. Com o tempo e muito trabalho, vamos voltar com tudo. Uma torcida desse tamanho e tão apaixonada empurra qualquer time. Precisamos renovar os diretores e enterrar aqueles que estão lá há anos. Chega de passar vergonha por culpa de incompetentes", analisou.

    Leia tudo sobre: PalmeirasMarcos KleineMarcos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG