Torcedores preferem que time inglês seja finalista para valorizar mais o possível título do Corinthians no Japão

Dois corintianos se empolgaram com a classificação para a final do Mundial de Clubes e decidiram ir a Yokohama para ver de perto os dois pleiteantes à outra vaga na decisão. Marcos Zanforlin, advogado de 42 anos, e Carlos Khaichikian, construtor de 47, estão hospedados em Tóquio e na volta de Toyota, onde viram o

Carlos Khaichikian e Marcos Zanforlin foram ver o
Bruno Winckler
Carlos Khaichikian e Marcos Zanforlin foram ver o "vice" em Yokohama

Corinthians fazer 1 a 0 no Al Ahly, deram uma passada no Yokohama Stadium para ver, segundo eles, o “vice-campeão”. A final, domingo, será no mesmo estádio.

“Não viemos secar ninguém. Só viemos ver o vice-campeão”, disse Zanforlin. Ele e o amigo pagaram 9 mil ienes pelo ingresso mais barato disponível para o jogo, o equivalente a R$ 225.

Os dois foram apenas alguns dos corintianos que foram dar uma olhada no Chelsea, principal favorito a chegar à final. Em todo estádio, bem vazio e longe de sua capacidade máxima, gritos de “Vai Corinthians” puderam ser ouvidos da tribuna de imprensa.

Tanto Carlos como Marcos preferem que o Chelsea seja o finalista. “Se ganha do Chelsea a conquista fica mais valorizada e fora que se for o Monterrey o peso do favoritismo vai para o Corinthians. Se perde pro Chelsea não tem tanto problema”, disse Khaichikian.

Veja o vídeo do ambiente da semifinal :


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.