Lucas discorda do colega Casemiro e nega privilégio no São Paulo

Volante desabafou após a vitória sobre o Corinthians, chorou e comentou que via injustiça em algumas coisas dentro do clube, mas que não pretendia sair

iG São Paulo |

Bem quisto por todos dentro do São Paulo, Lucas não tem desafetos no clube do qual está se despedindo rumo ao Paris Saint-Germain. Ainda assim, em sua entrevista de despedida, ele foi abordado sobre um tema delicado: a reclamação de Casemiro de não ter recebido da diretoria o mesmo tratamento dado ao meia-atacante.

Confira:  De saída do São Paulo, Lucas espera voltar ao clube daqui a dez anos

"Não quero entrar em detalhes nesse assunto para não criar ambiente. Recebo o tratamento que dou. É igual para todos, independentemente de quem seja. Não quero entrar em polêmica, se ele citou isso, acho que viu de outra maneira. Mas é um grande jogador, uma grande pessoa, então não quero entrar nesse assunto", disse.

Luiz Fernando Menezes/Agência O Dia
Lucas, meia do São Paulo

Casemiro desabafou após a vitória sobre o Corinthians, na qual só os reservas jogaram. Pela atuação de destaque no Pacaembu, chorou e comentou que via injustiça em algumas coisas, mas que não pretendia sair - pouco aproveitado pelo técnico Ney Franco, ele teve seu nome incluído em especulações de trocas com outras equipes.

E mais: Lucas leva banho de isotônico na sua última entrevista no CT do São Paulo

No mesmo dia, Ney Franco rebateu o atleta dizendo que ele deveria tentar ganhar a posição de Wellington e Denilson dentro de campo, e não através da imprensa ou de dirigentes e empresários. O treinador, a propósito, tem tomado decisões firmes depois da saída de Emerson Leão, comandante que chegou a se indispor com o estilo de jogo de Lucas.

"Eu não tenho mágoa nenhuma (do Leão), não tenho mágoa de ninguém. Minha mãe me ensinou isso. Foi um aprendizado também. Eu era mais jovem, o São Paulo não passava por um bom momento, com eliminações na Copa do Brasil e no Paulista. Todos conhecem o jeito durão do Leão, de querer dar a última palavra em tudo. É claro que ninguém gosta de ser criticado, mas, se ele falou, foi para o meu bem, serviu para meu desenvolvimento", minimizou.

Lucas faz sua última partida com a camisa 7 tricolor nesta quarta-feira, na decisão da Copa Sul-americana, contra o Tigre, no Morumbi. Negociado pelo valor de 43 milhões de euros ao PSG, ele se apresenta ao clube francês em 27 de dezembro para uma intertemporada no Catar.

    Leia tudo sobre: lucascasemirosão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG