Feliz em apagar má impressão de 2011, técnico da equipe mexicana diz não temer ingleses

O Monterrey será o adversário do Chelsea na semifinal do Mundial e apagou a má impressão deixada em 2011, quando caiu nesta fase para o Kashiwa Reysol no Mundial vencido pelo Barcelona. Para o técnico Victor Vucetich esta é uma ótima oportunidade para sua equipe demonstrar que a queda do ano passado não mostra o real poder do seu time.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

“Agora vamos dançar com a mais feia do baile”, disse o treinador sobre o confronto contra o Chelsea, dia 13, em Yokohama. “Mas não temos de temer. Temos um time experiente, que já sentiu a dor do ano passado e está bem para se recuperar e fazer um grande papel contra quem quer que seja”, disse Vucetich.

Leia mais:  Monterrey vence Ulsan Hyundai e será o rival do Chelsea na semifinal do Mundial

O treinador comentou que apesar do favoritismo do Chelsea – nunca um time europeu foi eliminado antes de chegar à final – não há motivos para não acreditar numa surpresa.

E ainda:  Corintiano do Ulsan lamenta 'chocolate' para Monterrey e vai torcer no Brasil

“Conhecemos o Chelsea, mas confiamos em nossos jogadores. São jogadores com história internacional, que jogam por suas seleções e isso nos dá confiança em buscar algo a mais”, disse Vucetich. “Eles têm qualidades enormes, mas nós também temos”, disse, confiante. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.