United abriu 2 a 0 sobre o rival, permitiu o empate no final da segunda etapa, mas conseguiu desempatar e sair com a vitória

Van Persie marcou gol nos acréscimos e definiu a vitória
Getty Images
Van Persie marcou gol nos acréscimos e definiu a vitória

Um clássico com confusão e emoção até o fim serviu para o Manchester United disparar na liderança do Campeonato Inglês. Mesmo na casa do grande rival, o time venceu o City com golacréscimos por 3 a 2, neste domingo.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O atacante Wayne Rooney abriu a vantagem de dois gols para os visitantes, que permitiram a reação do oponente e o empate por 2 a 2 na etapa complementar, com Touré e Zabaleta. Porém, nos acréscimos, Van Persie cobrou falta no canto para decretar a vitória do time de Alex Ferguson.

O gol gerou a revolta dos torcedores do City, que estavam insatisfeitos com a arbitragem durante todo o segundo tempo. Houve até invasão de campo, e Rio Ferdinand apareceu com o rosto ferido, alegando ter sido atingido por um objeto atirado ao campo. Depois do apito final, a polícia teve mais trabalho para impedir a entrada de torcedores no gramado.

Com o resultado deste domingo, o Manchester United chegou aos 39 pontos no campeonato, na liderança isolada, com seis de vantagem sobre o segundo colocado, que é justamente o City.

O jogo
A primeira oportunidade da partida foi da equipe da casa, em cobrança de falta de Balotelli, que desviou no meio do caminho e acabou defendida pelo goleiro De Gea. Pouco depois, o mesmo jogador recebeu na área e desperdiçou boa chance, ao mandar sem perigo.

O goleiro Joe Hart decidiu confrontar um torcedor que invadiu o gramado
Getty Images
O goleiro Joe Hart decidiu confrontar um torcedor que invadiu o gramado

Depois de se defender, o United armou um contragolpe eficaz para inaugurar a contagem. Aos 16, Young recebeu de Van Persie no meio-campo e carregou até a meia-esquerda, onde serviu a Rooney, que invadiu a área e bateu no contrapé do goleiro para balançar as redes.

Os visitantes ainda tiveram chance de ampliar pouco depois, com Van Persie, mas a zaga do time azul afastou o perigo. Na resposta, Agüero deu trabalho ao goleiro De Gea. Aos 28 minutos, o United marcou o segundo gol. O lateral direito brasileiro Rafael cruzou rasteiro da direita e Rooney bateu de primeira para fazer o gol.

O City percebeu a necessidade de diminuir antes do intervalo e partiu em busca da reação, terminou o primeiro tempo com os dois gols de desvantagem. No início da etapa final, os dois clubes passaram por mudanças. Smalling entrou no lugar de Evans no United, enquanto Tevez substituiu Balotelli.

O time de Alex Ferguson quase assinalou o terceiro. Depois de chute de Van Persie na trave, Young mandou para as redes, mas o árbitro marcou impedimento. Aos 15, o time de Roberto Mancini enfim descontou. Depois de boa jogada de Tevez e defesas difíceis de De Gea, a bola sobrou para Touré estufar as redes.

Rio Ferdinand disse ter sido atingido por um objeto atirado no gramado e teve sangramento
Getty Images
Rio Ferdinand disse ter sido atingido por um objeto atirado no gramado e teve sangramento

A partir daí, o Manchester City partiu para a pressão e quase empatou. David Silva recebeu na área, deixou o defensor no chão dentro da pequena área e bateu forte. A bola desviou no ombro do goleiro, acertou a trave e se perdeu pela linha de fundo.

No fim da partida, aos 40, o time anfitrião conseguiu igualar a contagem. Depois de cobrança de escanteio, a bola espirrou para a entrada da área e Zabaleta chegou para chutar forte, sozinho, sem dar chance de defesa ao goleiro.

Porém, nos acréscimos, Van Persie bateu falta no canto para dar a vitória ao United. Assim que balançou as redes, uma confusão aconteceu nas arquibancadas e Rio Ferdinand alegou ter sido atingido no rosto, exibindo o sangue escorrendo. Um torcedor até invadiu o campo para tentar alcançar o árbitro, que foi alvo de reclamação dos donos da casa durante o jogo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.