Recém-chegado, René Simões terá que evitar debandada no Vasco

Vários jogadores dão sinais de desgaste por conta dos problemas financeiros e dos constantes atrasos salariais

iG São Paulo * |

Gazeta Press
Renê Simões , diretor executivo do departamento de futebol do Vasco

O diretor executivo do departamento de futebol, René Simões, adota um discurso otimista. O diretor técnico Ricardo Gomes não parece desesperado. O técnico Gaúcho evita críticas. Porém, o clima no Vasco é de grande preocupação com a formação do elenco para a próxima temporada, pois são grandes as chances de o clube sofrer com uma debandada. Vários jogadores dão sinais de desgaste por conta dos problemas financeiros e dos constantes atrasos salariais.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Simões assumiu sabendo que tinha algumas prioridades. A primeira é renovar o contrato de Juninho Pernambucano. O jogador tinha proposta do Atlético-MG, mas não viu com bons olhos trocar de time no Brasil. Então, Juninho recebeu convite para defender o Red Bull na Liga dos Estados Unidos, e ficou impressionado após visitar o clube. Seduzido, o jogador está chateado com a demora do Cruz-maltino em definir a sua proposta de renovação e, além disso, parece desgastado com os constantes atrasos salariais.

Ciente de que precisa agilizar a renovação do contrato de Juninho, René se deparou com a possibilidade de perder Dedé. O zagueiro tem contrato até 2015 e uma multa rescisória no valor de cerca de R$ 70 milhões. Porém, na quinta-feira o dirigente recebeu uma proposta de um grande clube europeu capaz de balançar as estruturas do Vasco e do próprio zagueiro, valorizado por convocações para a seleção brasileira.

Símbolo do elenco nos últimos anos, o goleiro Fernando Prass também pode sair, já que tem sondagens de vários clubes e é tido como uma das prioridades do Palmeiras. O meia Carlos Alberto e o atacante Alecsandro, com propostas do exterior, também podem sair do Vasco.

A ideia da comissão técnica é contar com o elenco definido nos primeiros dias de janeiro, porém essa possibilidade é vista com desconfiança dentro do próprio clube por conta dos problemas financeiros. A estreia na Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, está prevista para o dia 19 de janeiro, às 19h30 (de Brasília), contra o Boavista, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

*Com Gazeta

    Leia tudo sobre: vascorené simões

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG