Arnaldo Tirone afirma que rebaixamento do Palmeiras foi um 'acidente'

Presidente fala que erro de percurso pôs o time na Série B, explica o desmanche que tem feito no grupo e ainda fala que previu a ida de Felipão para a Seleção

iG São Paulo * |

Ainda sendo muito criticado por torcedores nas ruas e por conselheiros e sócios dentro do Palestra Itália, Arnaldo Tirone, que já confirmou que concorrerá à reeleição presidencial no pleito que acontecerá na segunda quinzena de janeiro, voltou a dar explicações sobre o rebaixamento do Palmeiras para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro, após vexatória campanha no torneio.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Alan Morici / Ag. O Dia
Arnaldo Tirone disse que o rebaixamento do Palmeiras foi um 'acidente'

"Foi um acidente (o rebaixamento). E esse acidente trouxe estragos até de motivação e reflexão. Este acidente trouxe dúvidas em várias coisas", reconheceu Arnaldo Tirone na manhã desta terça-feira, durante uma visita nas obras da Nova Arena Palestra Itália, que ficará pronta no segundo semestre de 2013, período em que o time estará disputando a segunda divisão do Brasileirão.

Leia mais: Palmeiras dispensa mais quatro: Correa, Arthur, Román e Thiago Heleno

Por conta das dúvidas citadas pelo mandatário, a refomulação no elenco para a temporada do ano que vem segue à todo vapor. Depois de anunciar na semana passada a dispensa de cinco jogadores (Leandro, João Vitor, Daniel Carvalho, Obina e Betinho), na última segunda-feira Tirone mandou mais quatro atletas embora (Thiago Heleno, Artur, Correa e Román) - além destes, outros 11 jogadores estão à beira de fazer as malas e deixar o clube. São eles: Pegorari, Carlos, Fabinho Capixaba, Luís Felipe, Gerley, Leandro Amaro, Wellington, Tinga, Patrik, Daniel Lovinho e Tadeu. E o manda-chuva também falou sobre o assunto.

"A reformulação depois de um campeonato acontece em todos os times. No caso do Palmeiras, a reformulação tem sido um pouco maior por esse acidente que foi à ida para a Série B. Já esperávamos que muitos contratos que seriam encerrados em dezembro e não seriamrenovados", explicou Arnaldo Tirone.

Por fim, mesmo sendo criticado demais por ter demorado a tomar uma atitude de mandar o técnico Luiz Felipe Scolari embora, algo que, para muitas pessoas, se tivesse ocorrido antes, poderia ter salvado o Palmeiras da degola, o presidente palmeirense preferiu elogiar o atual técnico da seleção brasileira. E foi além, dizendo que tinha a certeza que Felipão aceitar o convite da CBF.

"O Tirone aqui manteve o Felipão no comando do Palmeiras e já tinha a certeza que ele ia para a seleção brasileira. Ele é indiscutivelmente o técnico que teria mais condições de ir para a Seleção. Até apostei com um amigo meu e ganhei (que ele seria o escolhido)", finalizou Arnaldo Tirone, que concorrerá nas eleições de janeiro com Paulo Nobre, Wlademir Pescarmona e Décio Perin.

*Com Marca Brasil

    Leia tudo sobre: arnaldo tironepalmeiras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG