Desfalque por lesão, Kleber avisa que irá a despedida do Olímpico

Atacante do Grêmio se recupera de cirurgia no tendão fibular do tornozelo esquerdo

Gazeta |

Gazeta Press
Kleber, do Grêmio, em ação contra o Bahia

Recuperando-se de uma cirurgia no tendão fibular do tornozelo esquerdo, o atacante Kleber poderá voltar aos treinos apenas em seis semanas, mas nem por isso deixará de aparecer no Olímpico, neste domingo. O jogo, entre Grêmio e Internacional, marcará a despedida da casa tricolor, que será substituída por uma arena, e terá o camisa 30 como um ilustre torcedor gremista durante o confronto que pode garantir ao time o vice-campeonato brasileiro.

"Queria muito jogar esse Gre-Nal. Entraria em campo de muletas se fosse possível para poder participar da despedida do Olímpico e ajudar o Grêmio a conseguir mais uma vitória. Fiz questão de ir ao treino no sábado e ficar ali no banco de reservas para ver a festa da torcida. Vai ser um momento especial", falou o autor de seis gols no Brasileiro.

Desde que chegou, no início do ano, o Gladiador tem um bom retrospecto contra o rival colorado: duas vitórias e um empate. Na partida em que ele não esteve, no final de abril, o Inter se vingou e bateu o Grêmio. "É um jogo de entrega, de superação. Fui feliz nos clássicos que disputei. Vencemos dois no Beira-Rio e consegui fazer o gol da vitória em um deles", disse.

Acha que o Grêmio leva a melhor sobre o Internacional? Deixe seu comentário

"O sentimento de superar o rival é ótimo, principalmente pelo que representa para a nossa torcida. No outro dia as pessoas só falam nisso. Estou torcendo muito pelos meus companheiros. Quero poder fechar o Brasileirão vendo um resultado positivo e a vaga direta na Libertadores do ano que vem", decretou.

Contratado para ser um dos alicerces da equipes de 2012, após uma saída conturbada do Palmeiras, Kleber teve bons momentos enquanto atuou, mas os problemas físicos o atrapalharam neste ano. A promessa do jogador é de que na temporada que vem, com a vaga na Libertadores garantida, a história não será igual

"Mesmo com duas lesões graves, a primeira me deixou quatro meses parado, consegui fazer 15 gols e ser o jogador que mais participou nas jogadas de gol do nosso time no Brasileirão enquanto tive condições. Sei que poderia ter sido melhor, mas infelizmente as pancadas me tiraram dos gramados. Pelo menos agora vou ter o período de férias para me recuperar. Ano que vem podem ter certeza que será diferente", prometeu.

    Leia tudo sobre: klebergrêmiobrasileirão 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG