Valencia demite treinador argentino após sofrer goleada no Espanhol

Mauricio Pellegrino não resistiu a derrota por 5 a 2 diante da Real Sociedad, neste sábado, apesar de boa campanha na Liga dos Campeões

Gazeta |

Apesar de o Valencia realizar campanha sólida na Liga dos Campeões, o treinador Mauricio Pellegrino não resistiu a derrota por 5 a 2 diante da Real Sociedad, neste sábado, no estádio Mestalla, e foi demitido pelo presidente Manuel Llorente. O anuncio foi feito logo após a partida válida pelo Campeonato Espanhol, em entrevista coletiva.

O JOGO:  Diego Alves vai bem, mas Jonas é expulso e Valencia sofre virada

"Após o jogo, trocamos opiniões, debatemos e tomamos a decisão de demitir o técnico Mauricio Pellegrino. Ele já foi comunicado. Foi uma atitude, como podem imaginar, dolorosa, mas pensamos que na posição que estamos, precisamos tomar este tipo de decisão. Desde que estou no Valencia, é a primeira vez que demito um treinador", disse.

Atleta profissional entre 1990 e 2006, Pellegrino chegou ao comando do Valencia neste ano. O clube tem realizado campanha irregular no Campeonato Espanhol e ocupa a 11ª colocação, com 18 pontos, estando 22 pontos atrás do líder, Barcelona. No entanto, na Liga dos Campeões, o time realiza campanha consistente, divide a liderança do Grupo F com o Bayern de Munique, com dez pontos, e já está classificado para as oitavas de final.

"Não tomamos decisões em momentos calorosos. Vemos a evolução da equipe, que é consequência de uma trajetória. Nossa intenção é levar o time a Liga dos Campeões, é nossa responsabilidade tomar decisões", encerrou Llorente.

    Leia tudo sobre: valenciaespanhafutebol mundial

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG