Treinador do Santos lembra das qualidades do ex-técnico, de quem foi auxiliar no vitorioso São Paulo da década de 1990

Muricy Ramalho, técnico do Santos
Alan Morici / Agência O Dia
Muricy Ramalho, técnico do Santos

Responsável pela palestra de abertura do 40º Curso para Treinadores de Futebol, promovido pelo Sindicato de Treinadores de Futebol Profissional, Muricy Ramalho relembrou sua experiência como jogador e técnico para dar conselhos a vários aspirantes à profissão, entre eles ex-jogadores, professores de educação física e profissionais que já atuam na área.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Vocês tem que variar os exercícios sempre, inovar, não deixar que o trabalho fique enfadonho", indicou Muricy, que fez questão de destacar que convicção no método de trabalho não pode ser confundido com teimosia, uma das críticas mais comuns feitas a ele mesmo.

Destacando a necessidade de qualidades como personalidade, organização e planejamento, o atual técnico do Santos destacou Telê Santana como o grande exemplo na área.

"O maior comandante que eu vi foi o Telê Santana. Comandou muita gente de peso, não dava espaço para desvios e levou o São Paulo a várias conquistas, terminando como campeão do mundo. Ele pegava os atletas, apertava, exigia e o grupo atendia", lembrou o treinador tetracampeão brasileiro, que foi auxiliar de Telê no vitorioso São Paulo da década de 90.

Consagrado como um dos grandes técnicos da atualidade, Muricy Ramalho ainda aproveitou para reclamar da falta de intercâmbio no futebol mundial.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.