Andrés Sanchez pede demissão e não é mais o diretor de seleções da CBF

De acordo com as informações dos bastidores, o dirigente agora deverá seguir para a Secretaria de Esportes da cidade de São Paulo

iG São Paulo |

Mowa Press
Andrés Sanchez não trabalha mais na CBF

Nesta quarta-feira, por volta das 10h (de Brasília), Andrés Sanchez entregou a sua carta de demissão do cargo de diretor de seleções da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) ao presidente entidade, José Maria Marin, confirmando o que já se especulava nos dois últimos dias.

E MAIS: Maior ganhador, Brasil busca ampliar recordes na Copa das Confederações

Sanchez foi pego de surpresa na última sexta-feira, quando o técnico Mano Menezes, um dos seus nomes de confiança dentro da CBF, foi demitido do comando da seleção brasileira . O diretor afirmou que não concordou com a decisão de Marin e deixou o seu futuro em aberto.

O que você achou da saída de Andrés Sanchez da CBF? Comente e deixe sua opinião

De acordo com as informações dos bastidores, Andrés Sanchez agora deverá seguir para a Secretaria de Esportes da cidade de São Paulo , na gestão do prefeito Fernando Haddad, do PT (Partido dos Trabalhadores), a partir de 2013.

CONFIRA: Marin muda de ideia e pode anunciar técnico da seleção na próxima semana

Ainda segundo as informações, Raí deve ser o substituto de Andrés Sanchez na direção de seleções, alteração aprovada pelo próprio ex-corintiano . Antes de deixar a CBF, Sanchez ainda revelou que "Felipão está apalavrado com Marin", devendo ser o treinador do Brasil a partir de janeiro. Em breve mais informações.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: Andrés SanchezSeleção brasileiraCBFCopa 2014

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG