FPF emite comunicado afirmando que investigação não tem ligação alguma com o trabalho do cartola à frente da entidade

Marco Polo Del Nero, presidente da FPF
Gazeta Press
Marco Polo Del Nero, presidente da FPF

Oficiais da Polícia Federal estiveram na casa do presidente da FPF (Federação Paulista de Futebol) e vice-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Marco Polo Del Nero, na madrugada desta segunda-feira. O cartola teve documentos e computadores apreendidos e foi encaminhado à delegacia para prestar esclarecimentos. Em seguida, foi liberado.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O motivo da investigação da PF ainda não é conhecido. De acordo com nota emitida em seu site oficial e assinada pelo próprio Del Nero, a FPF assegura que a operação não tem relação alguma com o seu trabalho à frente da entidade.

Esperava-se que Marco Polo Del Nero participasse da abertura da Soccerex, evento que acontece nesta semana no Rio de Janeiro, mas o depoimento atrapalhou sua agenda. Ainda assim, o presidente da FPF deve aparecer ainda nesta segunda no local.

Veja a nota:

Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol, esclarece que foi surpreendido em uma operação da Polícia Federal durante esta madrugada em sua residência, em busca de documentos não relacionados à sua atividade na entidade e de seu escritório de advocacia.

Conhecido advogado criminalista, Marco Polo Del Nero prestou depoimento regulamentar na Polícia Federal sendo liberado em seguida. O teor do depoimento segue em sigilo de justiça.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.