Vitórias de adversários diretos na briga contra o rebaixamento não evitaram a degola da equipe alagoana para a terceira divisão do Campeonato Brasileiro

Em partida movimentada e emocionante disputada neste sábado, no estádio Coaracy Fonseca, em Arapiraca (AL), o CRB conseguiu derrotar o arquirrival ASA, de virada, pelo placar de 4 a 2, mas como necessitava de uma grande combinação de resultados, que acabou não se concretizando, não evitou sua queda para a Série C do Campeonato Brasileiro.

Os gols da vitória do CRB foram marcados por Geovane, aos 29 do primeiro tempo, Rodrigão, Denílson e Diego Palhinha, aos 25, 30 e 46 do segundo tempo, respectivamente. Do lado do ASA, Chiquinho Baiano fez os dois, aos 23 do primeiro tempo e aos 11 do segundo tempo, antes de ser expulso perto do final do jogo.

Com a derrota, o ASA, que já estava com a permanência garantida na Série B do Campeonato Brasileiro, fica com 44 pontos e fecha a campanha no torneio com 13 vitórias, cinco empates e 20 derrotas. Já o rebaixado CRB termina o campeonato com a ruim campanha de 12 vitórias, seis empates e 20 derrotas, que rendeu somente 42 pontos na Série B.

FICHA TÉCNICA
ASA 2 X 4 CRB

Local: Estádio Coaracy Fonseca, em Arapiraca (AL)
Data: 24 de novembro de 2012, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Assistentes: Pedro Jorge Santos e Carlos Jorge Titara (ambos de AL)
Cartões amarelos: Fabiano, Jonatas e Chiquinho Baiano (ASA); Cristiano e Filipe (CRB)
Cartão vermelho: Chiquinho Baiano (ASA)

Gols: ASA: Chiquinho Baiano, aos 23 do primeiro tempo e aos 11 do segundo tempo; CRB: Geovani, aos 29 do primeiro tempo, Rodrigão, aos 25, Denílson, aos 30, e Diego Palhinha, aos 46 do segundo tempo.

ASA: Gilson; Audálio, Fabiano e Edson Veneno; Osmar, Cal (Alexsandro), Geovane, Didira (Davi Ceará) e Chiquinho Baiano; Rogério Maranhão (Valdívia) e Lúcio Maranhão
Técnico: Nedo Xavier

CRB: Cristiano; Diego Aragão, Rodrigão, Filipe (Paulo Victor) e Gleidson; Gilberto Santos (Mineiro), Ednei, Jadilson (Diego Palhinha), Geovani, Denílson; Ricardinho
Técnico: Roberval Davino

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.