Atacante do São Paulo que fazer rival viajar para a disputa do Mundial de Clubes no Japão com "clima de desconfiança"

Luís Fabiano, atacante do São Paulo
RAFAEL NEDDERMEYER/Marca Brasil
Luís Fabiano, atacante do São Paulo

O atacante Luis Fabiano insiste que o cartão recebido na vitória do São Paulo sobre o Náutico foi injusto. A advertência complicou o atleta na busca pela artilharia do Brasileirão , pois o tirou do confronto com a Ponte Preta. No entanto, ele estará de volta na rodada final, contra o Corinthians.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O clássico será o último do time de Parque São Jorge antes da viagem ao Japão para a disputa do Mundial. No que depender do camisa 9, o embarque do rival para a Ásia não será feito em um clima de confiança.

"Ganhar do Corinthians é sempre especial. Vamos ver se a gente atrapalha um pouquinho. Que eles vão para o Japão meio cansados", disse o centroavante, autor dos dois gols da vitória do Tricolor sobre o rival no primeiro turno.

Justamente dois gols separam Luis Fabiano de Fred, líder na tábua de goleadores do Nacional. O atacante do Fluminense balançou a rede em 19 oportunidades e ainda deve atuar duas vezes, mas o artilheiro do São Paulo mantém a esperança.

O jeito de brigar pela primeira posição é voltar a detonar no clássico. "Eu comecei a pensar que dava para buscar a artilharia, essa suspensão complicou um pouco. Só vai dar se eu fizer uns três gols contra o Corinthians, é uma missão difícil", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.