Atacante lembra que São Paulo é o único entre os grandes paulistas que ainda não levantou uma taça na temporada e

Luis Fabiano celebra gol do São Paulo
Rafael Neddermeyer/Agência O Dia
Luis Fabiano celebra gol do São Paulo

A última rodada do Campeonato Brasileiro assegurou o São Paulo na Libertadores após dois anos de ausência, o que deixou Rhodolfo aliviado. O atacante Luis Fabiano pensa bem diferente do zagueiro e se vê ainda longe de qualquer sentimento de dever cumprido.

Você concorda com Luis Fabiano? Deixe seu comentário

"Cada um pensa de uma maneira. Eu não estou aliviado de maneira nenhuma, gostaria muito de terminar o ano com título. Está nas nossas mãos", resumiu o centroavante, lembrando que o São Paulo é o único entre os grandes paulistas que ainda não ergueu um troféu na temporada. "A gente não pode ficar conformado com vaga na Libertadores, com quarto lugar no Brasileiro. Precisamos ter consciência de que isso é muito pouco para um clube como o São Paulo", acrescentou.

A última chance de título em 2012 é a Copa Sul-Americana. Uma oportunidade que não pode ser deixada de lado nem se a segunda colocação no Brasileirão - que dá vaga direta na fase de grupos da Libertadores - estiver ao alcance.

Leia também: São Paulo prevê ganho de até R$ 20 milhões com retorno à Libertadores

"Pela logística, o segundo lugar seria fantástico. Nós teríamos mais dias de férias. E existe o risco do confronto eliminatório. A gente já viu alguns desastres acontecerem, como com o Corinthians", disse Luis Fabiano, referindo-se à primeira fase da Libertadores.

Mas o vice-campeonato brasileiro não é um objetivo próximo nem, segundo o artilheiro, prioritário. "Legal mesmo seria terminar o ano com título. O clube já está há alguns anos sem título e seria bom ter uma tranqüilidade maior."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.