O meia reclama de R$ 40 milhões pela falta de pagamento de salários e direitos de imagem, além de R$ 15 milhões por danos morais

A briga entre Ronaldinho Gaúcho e Flamengo na Justiça do Trabalho por descumprimento de contrato por parte do clube carioca se estenderá para o ano que vem. Depois de o prazo de 15 dias para que as partes encontrassem um ponto em comum não ser aproveitado, uma nova audiência foi marcada para o dia 25 de fevereiro de 2013.

Quem tem razão nessa briga jurídica, Ronaldinho ou Flamengo? Opine

Quando se desligou do clube da Gávea no primeiro semestre deste ano, o meia e seu irmão e empresário Assis iniciaram uma briga judicial com os flamenguistas. Em pauta, R$ 40 milhões pela falta de pagamento de salários e direitos de imagem, além de R$ 15 milhões por danos morais.

Ronaldinho chega à 9ª Vara do Trabalho, no centro do Rio
Marcelo Regua/Agência O Dia
Ronaldinho chega à 9ª Vara do Trabalho, no centro do Rio

No dia 8 de novembro, as duas partes tiveram o primeiro encontro nos tribunais e, após o lado de Ronaldinho negar duas ofertas rubro-negras, foi estipulado um prazo de 15 dias para resolverem as divergências. Sem o resultado esperado, a justiça optou por prorrogar a resolução do caso.

Enquanto Ronaldinho Gaúcho espera por, no mínimo, R$ 20 milhões, a diretoria do Flamengo sinalizou com uma proposta de R$ 11 milhões, travando qualquer possibilidade de acerto. Além da questão envolvendo seu ex-clube, o craque deve protagonizar outra novela nas próximas semanas, já que o Atlético-MG terá de apresentar uma proposta de renovação contratual para manter o grande ídolo da torcida no elenco de 2013.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.