Cruzeiro vence o Fluminense e estraga festa do título

Mineiros encontraram um Engenhão lotado neste domingo, mas conseguiram vitória por 2 a 0 e ficaram próximos da Sul-Americana

Gazeta |

Márcio Mercante / Agência O Dia
Elber se ajoelha após marcar o segundo gol do Cruzeiro diante do campeão Fluminense

A torcida do Fluminense lotou o Engenhão para comemorar o título do Campeonato Brasileiro e ver o time levantar a taça de campeão, mas esqueceu de avisar o Cruzeiro. Os mineiros, que brigam por um lugar na zona de classificação para a Sul-americana, venceram por 2 a 0 e não deixaram a festa ser completa. Com gols de Montillo e Élber, os visitantes ficam parto do seu objetivo na competição.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O Cruzeiro começou melhor o jogo, mas viu o Fluminense equilibrar o confronto. No entanto, os mineiros abriram o placar com Montillo, de pênalti. No início da etapa final, os visitantes chegaram ao segundo gol com Élber, em boa jogada individual. A partir dai, os cariocas buscaram, marcar um gol, mas pararam na boa marcação cruzeirense até o apito final.

Na próxima rodada, o Fluminense vai até Recife encarar o Sport, que briga contra o rebaixamento, no domingo. No mesmo dia, o Cruzeiro recebe o Coritiba em Belo Horizonte.

O jogo
Aproveitando o caráter festivo da partida para o Fluminense, o Cruzeiro iniciou o confronto ligado e assustou o goleiro Diego Cavalieri nos primeiros minutos. No entanto, os tricolores equilibraram o duelo e passaram a criar as melhores chance, principalmente por conta do nervosismo do goleiro Rafael. Em uma saída errada do arqueiro mineiro, por pouco Fred não cabeceou para a rede.

O Cruzeiro buscava a vitória para ficar na zona de classificação para a Sul-americana e conseguiu abrir o placar no Engenhão, aos 23 minutos. O zagueiro Gum puxou Anselmo Ramon dentro da área e o árbitro marcou o pênalti. Montillo cobrou com categoria, sem chance para Diego Cavallieri.

Depois do revés, o Fluminense passou a atacar mais, mas só conseguiu chegar com algum perigo aos 40 minutos. Após cruzamento rasteiro de Thiago Carleto, o volante Charles se antecipou a Rafael Sóbis e salvou os mineiros de sofrerem o empate. Com isso, os visitantes foram para o intervalo com a vantagem no placar.

Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2012

No segundo tempo, o Cruzeiro novamente começou melhor e desta vez conseguiu marcar. Logo com dois minutos, Élber recebeu, passou por dois marcadores e chutou forte para o gol. A bola ainda bateu na trave antes de ir para a rede de Diego Cavalieri.

O novo revés acordou o Fluminense, que por pouco não diminuiu, com Thiago Neves, aos quatro minutos. O meia arriscou de longe e viu a bola bater na trave direita do goleiro Rafael. Mesmo com a torcida empurrando, os tricolores seguiram buscando o gol e chegaram com perigo através de Rafael Sóbis e Fred. Na primeira, a bola passou a direita do gol, enquanto que na segunda, Rafael fez boa defesa.

Na parte final da partida, o Fluminense partiu para cima buscando um gol, mas passou a deixar espaço na defesa. Com isso, o Cruzeiro se aproveitou para avançar nos contra-ataques. Aos 36 minutos, Élber desperdiçou grande oportunidade ao finalizar em cima de Diego Cavalieri.

Antes do apito final, a torcida passou a festejar o título, gritando olé e apoiou o Fluminense. Com este clima, os tricolores levantaram a taça de campeão no Engenhão.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 0 X 2 CRUZEIRO

Local: Estádio Olímpico João Havelange, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 18 de novembro de 2012 (Domingo)
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Marcelo Van Gasse (SP) e Rogério Zanardo (SP)
Renda: R$ 862.110,00
Público: 28.438 pagantes
Cartões amarelos: Gum, Thiago Carleto e Bruno (Fluminense); Charles, Alisson, Thiago Carvalho e Rafael (Cruzeiro)
GOLS: CRUZEIRO: Montillo, aos 23 minutos do primeiro tempo, e Élber, aos 2 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno (Wallace), Gum (Digão), Leandro Euzébio e Thiago Carleto (Samuel); Edinho, Jean, Deco e Thiago Neves; Rafael Sobis e Fred
Técnico: Abel Braga

CRUZEIRO: Rafael; Ceará; Thiago Carvalho, Leandro Guerreiro e Everton; Charles (William Magrão), Marcelo Oliveira, Tinga e Montillo (Alisson); Élber e Anselmo Ramon
Técnico: Celso Roth

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: fluminensecruzeirobrasileirão 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG