Segundo o ex-goleiro, o Palmeiras está no momento bem distante do posto que deveria ocupar no cenário nacional

Marcos, ainda cabeludo em 1996, recebendo orientações de Valdir de Moraes
Gazeta Press
Marcos, ainda cabeludo em 1996, recebendo orientações de Valdir de Moraes

Demitido do Palmeiras quando Luiz Felipe Scolari era o treinador, Valdir de Moraes manifestou tristeza com a situação do clube. Apesar da mágoa com a saída da comissão técnica, o ex-goleiro do Palmeiras, importante na formação de Marcos, disse não ter perdido o sentimento que o liga ao clube do Palestra Itália.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Quando joguei, não vivi essa situação, mas estou triste pelos jogadores, a torcida não merece. Eu tenho muito carinho por este clube, que me abriu as portas para o futebol paulista e para o futebol mundial. Você não deixa de ter carinho e respeito", afirmou, em entrevista à rádio Jovem Pan .

Leia mais:  Marcos Assunção é cortado do duelo contra o Flamengo

Segundo Valdir, o Palmeiras está no momento bem distante do posto que deveria ocupar no cenário nacional. "Cair não é desonra, mas em time grande é encarado desse jeito. Eu me sinto triste porque o Palmeiras tem tanto potencial, já representou tanto ao futebol brasileiro", lamentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.