Agente diz que crise vascaína influencia em renovação de Juninho Pernambucano

José Fuentes, que cuida da carreira do meia, afirmou que negociação para extensão do vínculo com o Vasco está longe de ser concluída e exige garantias

iG São Paulo * |

Livre para negociar a transferência para outro time no fim do ano, Juninho Pernambucano pensa em não renovar o vínculo e se despedir do Vasco por conta dos problemas financeiros do clube. O empresário do jogador José Fuentes admitiu que as dificuldades da diretoria em arcar com os pagamentos em dia influenciará na decisão do Reizinho, dificultando a sequência da carreira de Juninho na equipe carioca.

Juninho vai continuar no Vasco? Deixe o seu comentário

Gazeta Press
Futuro de Juninho está longe de ser definido

Apesar de citar todo o carinho que o meia nutre pelo Vasco, o agente fez questão de lembrar que os problemas que o time carioca enfrenta travam as negociações. Com um discurso pessimista, Fuentes mostrou que a renovação do armador ainda está longe de ser concluída e deverá se estender até os dirigentes darem garantias de que cumprirão com o que for estabelecido em um futuro contrato.

Leia mais: Vasco acerta patrocínio com empresa de adubos no fim do Brasileirão

"O amor, o carinho são coisas que contam, mas ele já retribuiu para o torcedor, para o Vasco, com aquilo que poderia dar. Infelizmente, muitas coisas aconteceram e estão acontecendo. Isso pode fazer a diferença na decisão. O momento que o clube está passando preocupa e supostamente as dificuldades que ele enfrenta hoje, continuará enfrentando. Não vejo esse momento do Vasco com bons olhos", declarou o empresário, em entrevista à Rádio Globo .

Veja ainda: Ricardo Gomes já inicia trabalho e assiste aos treinos do Vasco

Juninho está com 37 anos e já rechaçou a possibilidade de pendurar as chuteiras após o término deste Campeonato Brasileiro. O atleta acredita que ainda tem condições de jogar profissionalmente e quer permanecer no país para conciliar a sua profissão com a presença de seus familiares. No entanto, a incapacidade de o Vasco pagar as dívidas se tornou a grande pendência nesta etapa de sua carreira.

Confira ainda: Contratação de Diego Souza depende da parte jurídica, diz Dinamite

As receitas geradas pelo clube são bloqueadas para o pagamento das dívidas financeiras e dificultam a tarefa do clube em arcar com os vencimentos de seus funcionários em dia. O time enfrentou neste ano o corte do abastecimento de água em São Januário e apostará suas fichas na presença de Ricardo Gomes como diretor técnico para atrair novos reforços. O técnico, inclusive, é uma arma da diretoria na tentativa de segurar o Reizinho por mais um ano.

* Com Gazeta

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: VascoJuninho PernambucanoBrasileirão 2012futebol

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG