Atacante do PSG teve que depor em processo contra Antonio Lo Russo, filho do mafioso Salvatore

Após boas temporadas pelo Napoli, argentino Lavezzi foi contratado pelo PSG
Reuters
Após boas temporadas pelo Napoli, argentino Lavezzi foi contratado pelo PSG

O atacante argentino Ezequiel Lavezzi, do Paris Saint-Germain, prestou depoimento nesta quarta-feira e confirmou às autoridades que interagia com o filho do mafioso Antonio Lo Russo. O atleta admitiu que manteve relações com o parente do criminoso ao longo de sua passagem pelo Napoli e disse ter até jogado videogame em uma de suas confraternizações.

Deixe seu recado e comente notícia com outros torcedores

"Eu o conheci como um torcedor do Napoli e às vezes ele até foi à minha casa. Chegamos a jogar videogame juntos e, se me lembro bem, cheguei a vê-lo no estádio. Eu não achei nada estranho, porque na Argentina é comum os jogadores interagirem com os torcedores", disse o jogador, que foi intimado a prestar depoimento para esclarecer o seu envolvimento com a família de Lo Russo.

Lavezzi foi contratado pelo Paris Saint-Germain na última janela de transferências e custou milhões de euros aos cofres franceses. O atleta veio junto com Ibrahimovic e Thiago Silva, mas não conseguiu ter sucesso imediato no país. Em uma partida da Liga dos Campeões, o argentino se irritou ao ser substituído e chutou uma caixa de gelo no banco de reservas.

Presença certa na seleção de seu país, Lavezzi defenderá as cores da Argentina nesta quarta-feira, contra a Arábia Saudita. Contudo, a sua participação como titular ainda é incerta. A equipe de Alejandro Sabella conta com Higuaín e Di Maria para a posição, além de Lionel Messi, que está confirmado para o duelo contra o time do Oriente Médio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.