Cavalieri se emociona com título, mas diz que está triste pelo Palmeiras

Goleiro lembrou de situação difícil que vivei no rebaixamento do time paulista em 2002 e diz que está na torcida para que ex-equipe escape do rebaixamento

Gazeta |

Um misto de alegria e tristeza tomou conta de Diego Cavalieri após a vitória por 3 a 2 sobre o Palmeiras, neste domingo. Ao mesmo tempo em que comemorava emocionado o título brasileiro, o goleiro do Fluminense lamentava a situação complicada do ex-clube, que ficou ainda mais próximo de cair pela segunda vez à Série B.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Photocamera
O goleiro Diego Cavalieri é ovacionado pela torcida na comemoração pelo título brasileiro

"Fico triste pelo clube, todos sabem a história que tive lá. Foi o clube que me formou como atleta e cidadão. Vivenciei essa situação em 2002 (no primeiro rebaixamento) e sei o quanto é difícil. Mas, enquanto tiver chance de escapar, vou continuar torcendo. É um clube pelo qual tenho carinho muito grande", disse.

Leia mais: Fred brilha e confirma título do Flu em meio ao desespero do Palmeiras

Para alguns o melhor goleiro do Campeonato Brasileiro, o camisa 1 tricolor enfrentou o antigo time com muito profissionalismo neste domingo, tendo feito boas defesas, especialmente quando o placar apontava empate em 2 a 2. "Tinha que fazer meu trabalho, sou profissional", justificou o jogador de 29 anos, dos quais 13 passou entre a base e o profissional do Palmeiras.

Veja ainda: Artilheiro, Fred conquista primeiro Brasileiro pelo Flu como protagonista

À parte o momento delicado da equipe alviverde na tabela - a sete pontos do primeiro clube fora da zona de rebaixamento, restando nove em disputa -, Cavalieri estava feliz pela conquista de seu primeiro título de expressão nacional.

Veja fotos da rodada deste domingo no Campeonato Brasileiro:


Confira ainda: Fred lembra da reação do Flu após queda na Libertadores na comemoração do título

"Sempre estivemos conscientes do que queríamos, do nosso potencial. Parabéns à diretoria pelo planejamento e à comissão técnica por administrar um grupo com jogadores de tanto nome, o que não é fácil. Todos os jogadores tiveram oportunidade de atuar, mantendo o nível de sempre. Mostra o empenho e o foco dos jogadores. Fomos coroados porque merecemos isso", enalteceu.

No recente título brasileiro de 2010, o goleiro do Fluminense era Ricardo Berna. À essa época, Cavalieri ainda defendia o Liverpool, clube para o qual foi vendido pelo Palmeiras, em 2008, depois de participar da campanha campeã paulista.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: diego cavalierifluminensebrasileirão 2012futebolPalmeiras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG