Leandro Guerreiro revela preocupação com rebaixamento do Cruzeiro

Time tem 43 pontos e, na 13ª posição, ainda não está completamente livre do risco de rebaixamento

Gazeta |

Vipcomm
Guerreiro acha que a Cruzeiro precisa pelo menos de mais uma vitória

O excesso de resultados ruins do Cruzeiro tem preocupado o volante Leandro Guerreiro, que revelou que o elenco celeste tem conversado sobre a possibilidade de rebaixamento do clube. A Raposa tem 43 pontos, ocupa a 13º colocação e precisa de mais uma vitória para se livrar matematicamente da degola. Leandro Guerreiro garantiu que o time vai buscar pontos nos jogos restantes para evitar sofrimentos na última rodada.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"É claro que sabemos que a gente não escapou ainda. Falamos disso há muito tempo. Sempre falei que eram precisos 45 ou 46 pontos. Nunca falei 43 pontos. Temos que ganhar no mínimo mais um jogo. Corremos perigo ainda. Temos quatro jogos pela frente. Nosso objetivo é o de sempre ganhar. Temos atletas profissionais acima de tudo e vamos para ganhar os quatro jogos", declarou. A possibilidade de escapar da degola é grande, mas o futebol mostrado pela equipe dentro de campo é que não tem passado confiança para Leandro Guerreiro. O jogador reclamou da postura do time no último jogo contra o Santos, quando o Cruzeiro foi goleado em pleno Independência, por 4 a 0.

"O último jogo foi vergonhoso e o abatimento do grupo é grande. Somos profissionais. Não podemos baixar a guarda nunca. Pensamento positivo, para frente, para conseguir essa vitória que tanto queremos. E jogo a jogo para atingir a meta, que infelizmente é apenas a vaga na Copa Sul-Americana", finalizou Guerreiro.

Neste domingo, às 19h30 (de Brasília), a Raposa tem jogo decisivo contra o Bahia, que também está próximo dos últimos quatro colocados do Nacional, no Independência, em Belo Horizonte.  

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG