São Paulo volta com assédio a Willian José e moral elevado para encarar Flu

Atacante marcou os dois gols da vitória sobre a Universidad de Chile na Sul-Americana e, depois de ouvir vaias nos jogos em casa, recebeu carinho da torcida

iG São Paulo |

Gazeta Press
Willian José foi atencioso com os fãs no aeroporto, posou para fotos e deu autógrafos

O elenco do São Paulo voltou para casa na noite de quinta-feira depois da vitória por 2 a 0 sobre a Universidad do Chile , em Santiago, na primeira partida das quartas de final da Copa Sul-Americana. Contestado pela torcida são-paulina nos últimos jogos no Morumbi, Willian José, autor dos gols do jogo, foi um dos atletas mais assediados no Aeroporto de Guarulhos. 

Deixe seu recado e comente com outros torcedores

O atacante foi o segundo jogador a surgir no saguão. O primeiro, o goleiro Rogério Ceni, usava um boné e passou de cabeça baixa, dando pouca atenção à torcida. Já Willian José parou para atender aos pedidos de fotos e autógrafos. Uma cena incomum para o atacante, que não dispunha de bom relacionamento com os torcedores.

Leia mais:  "Coloquei na cabeça que era minha última chance", diz Willian José

"Não tenho mágoa nenhuma com a torcida. Não são todos torcedores que me criticam. Têm uns que me apoiam também. Estou tranquilo quanto a isso", disse o camisa 19, aposta particular dotécnico Ney Franco, com quem já havia trabalhado na seleção brasileira sub 20.

AP
Willian José provoca na comemoração de um dos gols pelo São Paulo na Sul-Americana

Apesar de garantir não guardar mágoa, ele usou os gols como resposta às cobranças. Na comemoração dos gols no Estádio Nacional, levou a mão à orelha, como um pedido para que continuasse sendo vaiado, e ainda colocou o dedo na frente da boca, em sinal de silêncio."Foi um desabafo para os críticos. Eu tenho uma média boa. São 15 gols no ano, mesmo nareserva do Luis Fabiano. Acho que é uma média boa", comentou o jogador, que voltará a encarar as arquibancadas do Morumbi no domingo, no duelo contra o Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro.

"Não estou nem pensando na torcida. Estou pensando no meu trabalho. Não tenho nada contra a torcida. Espero fazer uma boa partida e dar alegria a eles", concluiu, evitando alimentar polêmica.

E ainda:  Para psicólogo, episódio com Ceni foi positivo para Willian José

Artilheiro do time na Copa Sul-americana, Willian José ainda não sabe, porém, se continuará entre os 11 iniciais no próximo compromisso. Luis Fabiano não viajou ao Chile por conta de dores musculares, mas ainda pode retornar à equipe no domingo.

Moral para encarar o Fluminense

E o jogo deste domingo será contra o Fluminense, líder isolado do Brasileirão. Mas a boa atuação na Sul-Americana empolga o elenco do São Paulo. 

Veja a classificação do Campeonato Brasileiro

"Uma competição dá moral para atuar na outra. Quando se ganha do jeito que a gente ganhou da La U, você ganha confiança. Foi um jogo muito difícil fora de casa, em uma competição muito complicada", avaliou o meia-atacante Lucas."Nossa equipe está confiante e tem tudo para fazer uma boa partida contra o Fluminense, que é líder do campeonato. Eles estão vivendo um bom momento, mas se a gente continuar dessa forma pode conseguir uma vitória, que seria importante na busca pela classificação para a Copa Libertadores", endossou o meia Jadson.

O elenco volta a treinar no CT da Barra Funda na tarde desta sexta-feira, a dois dias do confronto. Quarto colocado da competição, com sete pontos de frente para o Internacional, primeiro clube fora do G-4, o São Paulo se vê cada vez mais próximo de disputar a Libertadores de novo. Além do Brasileiro, tem como alternativa chegar ao torneio conquistando o título da Sul-americana.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG