Guarani tenta afundar o Guaratinguetá para encerrar jejum

Time paulista tem 38 pontos e tem chances remotas de cair, mas precisa se livrar de vez do fantasma da Série C

Gazeta |

O Guarani ainda acumula uma boa folga para a zona que determinará os rebaixados para a Série C de 2013. Mas o incômodo jejum de nove rodadas sem vitórias já atormenta o clube de Campinas. O time só acumulou empates e derrotas desde o dia 11 de setembro e precisará encerrar esta incômoda sequência nesta sexta-feira, contra o Guaratinguetá, às 21 horas (de Brasília), no estádio Dario Leite Rodrigues, para se safar de vez da degola.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O último triunfo do Guarani na Série B foi diante do Barueri, no estádio Brinco de Ouro da Princesa. Antes sonhando com uma colocação na parte superior da tabela, o Bugre tropeçou nos seus próprios erros e despencou até a 15ª posição. Com 38 pontos ganhos, o time teve a chance de sair vitorioso na última rodada, mas cedeu a virada ao Criciúma e deixou o Brinco de Ouro com um revés por 2 a 1 na conta.

Leia mais:  Em situação delicada, CRB e Barueri duelam para evitar degola

A nova derrota sofrida em Campinas motivou o técnico Vilson Tadei a fazer alterações na equipe titular. Nos treinamentos realizados nesta semana, o comandante testou Fumagalli entre os titulares e promoveu os retornos de Oziel e Lusmar aos principais atletas. O esquema tático com apenas Schwenck na frente foi mantido e manteve o meio-campo congestionado com cinco homens.

O único desfalque de Vilson Tadei para esta rodada será o meia Rafael Costa, que foi suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo. Mesmo sem o jogador, o elenco alviverde acredita que tem qualidade suficiente para focar apenas na partida contra o Guará e esquecer todos os obstáculos que surgiram ao longo desta Série B.

“Temos que esquecer tudo isso, toda essa matemática negativa. Tem que procurar esquecer, limpar a mente e pensar só no jogo contra o Guaratinguetá. Vai ser importante para a gente afastar esse fantasma do rebaixamento de uma vez”, comentou Danilo Sacramento, que, assim como os outros atletas, classificou o jogo ante a Garça como uma verdadeira decisão.

O clima de final tomou a partida pelo fato de o time do Vale do Paraíba ser o primeiro a figurar na zona do rebaixamento e somar sete pontos a menos que o Guarani. Para vir forte e ter chances de bater o seu adversário, a equipe ainda terá que driblar o desânimo provocado após a derrota por 3 a 0 para o Atlético-PR, no último fim de semana, e a arrancada do Bragantino para fora do grupo que determinará o descenso à terceira divisão.

Aliado a isso, o técnico Carlos Octávio também terá que gerir os dois desfalques acumulados para este confronto. O meia Lenilson e o zagueiro Marquinhos foram vetados pelo departamento médico e ainda não se recuperaram para reforçar a Garça. Em compensação, o atacante Leandrinho reuniu condições físicas e está disponível para defender o clube tricolor diante dos campineiros.

FICHA TÉCNICA
GUARATINGUETÁ X GUARANI

Local: estádio Dário Leite Rodrigues, em Guaratinguetá (SP)
Data: 02 de novembro de 2012, sexta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Braghetto (SP)
Assistentes: Carlos Nogueira Júnior e Daniel Paulo Ziolli (ambos de SP)

GUARATINGUETÁ: Saulo; Leandro Silva, Igor, Wendel e Renato Peixe; Bruno Formigoni, Jairo, Wellinton Pimenta e Jonatan; Keninha (Leandrinho) e Alemão
Técnico: Carlos Octávio

GUARANI: Emerson; Oziel, Fernando, Neto e Bruno Recife; Lusmar, Fábio Bahia, Kleiton Domingues, Fumagalli e Danilo Sacramento; Schwenck
Técnico: Vilson Tadei

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: guaraniguaratinguetásérie b 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG