Para estar na Copa 2014, Martínez diz que não aceita ser reserva no Corinthians

Argentino vem ganhando chances, mas diz que se for para o banco é melhor mudar de clube

iG São Paulo | - Atualizada às

Futura Press
Martínez tem se entrosado bem ao dia a dia corintiano

O meia-atacante Martínez, do Corinthians , não se utilizou do discurso fácil e politicamente correto para comentar sobre seu futuro no clube e na seleção argentina há menos de dois anos da Copa do Mundo de 2014 . O jogador vem sendo convocado por Alejandro Sabella e espera continuar sendo utilizado no Corinthians para não ser esquecido pouco antes do Mundial. Se for diferente, ele prefere deixar o clube.

Corinthians não consegue liberar seus convocados de jogo do Brasil

"Em outro momento, aceitaria (ser reserva). Agora, não. Se não jogo pelo meu time, não serei convocado para a seleção. Agora não posso ficar meses seis jogar, posso acabar fora da Copa do Mundo. Agora comecei a jogar pela seleção, preciso jogar pelo clube. A diretoria sabe o que penso da seleção. Para ser convocado, preciso jogar pelo meu time. Ainda mais sabendo dos jogadores que tem a Argentina, que são Aguero, Messi, Higuaín, Di Maria. Em outro momento, ficaria na reserva, mas agora não", disse Martínez, que tem contrato válido até julho de 2015.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Martínez foi claro ao dizer que prefere ser titular num time sem tanta tradição a ser reserva no Corinthians. "Eu prefiro jogar por um time menor do que não jogar. Mas quero jogar pelo Corinthians", disse. "Se for para ficar fora da Copa do Mundo deve ser porque não mereço, não porque não joguei no meu time", completou.

Gobbi enfatiza que não pretende vender Paulinho para o futebol europeu

No Corinthians, Tite não gosta de ser cobrado pelos atletas. Ele costuma dizer que todos têm chances e que tais oportunidades aparecem à medida que o desempenho nos treinos e nos jogos é satisfatório. Martínez tem agrado o treinador e por isso ele não acredita que suas palavras possam influenciar Tite a sacá-lo do time.

"Não tem porque eu me prejudicar (por expressar minha opinião). Eu acho que não tem o porquê, quero jogar como todos os jogadores. Quero o melhor para o Corinthians e para mim também. A diretoria sabe que eu quero jogar, não tem problema ficar na reserva algumas vezes. Mas se ficar na reserva no próximo ano, prefiro ir embora", disse.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: corinthiansmartínezargentinacopa 2014

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG