Internacional pede punição a Barcos e não vê propósito em anulação de partida

Advogado do clube questiona decisão do STJD e defende manutenção do placar do jogo

iG São Paulo |

Reprodução/SporTV
Daniel Cravo, advogado do Internacional

O Internacional se pronunciou por meio de seu advogado, Daniel Cravo, a respeito da decisão do STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva) em suspender o resultado da partida do último sábado entre a equipe gaúcha e Palmeiras . O Inter venceu por 2 a 1, mas um gol ilegal do atacante palmeirense Barcos, inicialmente validado pelo árbitro Francisco Carlos do Nascimento, foi anulado depois de haver uma interferência do delegado do jogo, o que é proibido pela Fifa.

Vitória do Inter contra o Palmeiras é suspensa até julgamento no STJD

"A gente entende que ela (a suspensão) é absolutamente fora de qualquer propósito, violenta todos os princípios de justiça. Está se discutindo o que afinal? Que a arbitragem acertou? A gente reclama que ela falha, muitas vezes há ineficiência, e quando acertamos, estamos discutindo em cima de uma atitude completamente desleal do atleta do Palmeiras. O estádio inteiro viu uma tentativa de ludibriar a arbitragem. No dia seguinte, ele dá uma coletiva e confessa que meteu a mão na bola. O Palmeiras obviamente agiu contra a ética e a justiça desportiva", disse Cravo ao canal "SporTV".

Dê seu palpite e opine sobre a polêmica. A partida deve ser remarcada?

Para Cravo, ao invés de se julgar a ilegalidade do uso de imagens na decisão do árbitro o tribunal deveria punir o atacante do Palmeiras, que usou de expediente não permitido na regra do jogo para tirar vantagem.  "O Inter esperava que a Justiça Desportiva averiguasse uma infração disciplinar por parte do atleta do Palmeiras", disse o advogado do Inter.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: internacionalpalmeirasbrasileirão 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG