Presidente do Corinthians negou que irá pedir a dispensa de Paulinho e Fábio Santos da seleção para reforçar o time paulista

O desejo do técnico Tite de ter seus jogadores liberados das partidas da Seleção Brasileira não tem o apoio do presidente do Corinthians, Mário Gobbi. Apesar de o treinador reclamar das idas de Paulinho e Fábio Santos ao amistoso contra a Colômbia, o mandatário não cogita pedir a dispensa dos dois atletas.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Mário Gobbi confirmou José Maria Marin como chefe de delegação do Corinthians no Japão
Gazeta Press
Mário Gobbi confirmou José Maria Marin como chefe de delegação do Corinthians no Japão

"Todos os clubes que almejam algo não querem que seus jogadores saiam, mas essa é uma questão consumada. Nós vamos seguir a seleção, é um fato concreto. Os jogadores têm de servi-la", afirmou o dirigente, em entrevista a emissoras de rádio.

Leia mais: Jorge Henrique aproveita espaço dos desfalques e treina como titular

Paulinho e Fábio Santos não desfalcarão o Corinthians neste Brasileiro, mas ficarão fora de treinos, o que deixou Tite incomodado, já que está aproveitando as atividades para ajustar a equipe.

Confira ainda: Corinthians transforma seis jogadores em monstros no Halloween. Veja as fotos

Ao mesmo tempo em que nega o pedido de dispensa, Gobbi também justificou o convite ao presidente da CBF, José Maria Marin, para chefiar a delegação do Corinthians no Mundial de Clubes.

"O Marin é o presidente da CBF, órgão máximo de representatividade do futebol brasileiro. Nada mais justo do que estar na condição de chefe-maior da delegação", completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.