Dracena vê dificuldades, “pede” novo 10 e substituto para Neymar

No ponto de vista do experiente defensor, o trabalho na busca por reforços pode ser um ponto fundamental para o Santos buscar títulos em 2013

Gazeta |

AE
Neymar e Edu Dracena em ação pelo Santos

Mesmo afastado dos campos, em virtude do tratamento para a recuperação de uma cirurgia para a reconstrução do ligamento no joelho esquerdo, o zagueiro Edu Dracena está atento aos primeiros passos do Santos, visando fortalecer a equipe para a próxima temporada. Capitão do Santose, Dracena reconhece que há grandes dificuldades para contratar nomes de peso no mercado, mas destaca a necessidade do clube praiano em contratar um novo camisa 10 e um reserva para Neymar.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Espero que venha sim (um novo 10, para o lugar de Paulo Henrique Ganso), mas precisamos de um substituto para o Neymar também, até porque ele deve passar muito tempo na Seleção Brasileira, outra vez. Têm os amistosos, Copa das Confederações, etc. O mercado está difícil, não tem jogadores livres para serem contratados, a maioria está empregada. Porém, a nossa direção tem gente capacitada para analisar as carências do Santos em cada posição", afirmou.

No ponto de vista do experiente defensor, o trabalho na busca por reforços pode ser um ponto fundamental para os santistas tentarem manter em 2013, a média de dois títulos por temporada, alcançada nos últimos três anos.

Leia mais:  Campanha fraca e 2013 sem Libertadores comprometem evolução de Neymar

Apesar de admitir a necessidade da chegada de novas peças para o grupo, Edu Dracena acredita que o elenco alvinegro precisa rever os seus erros na atual temporada, principalmente no Campeonato Brasileiro, já que o clube praiano não conseguiu se classificar, através da Série A, para a próxima edição da Copa Libertadores da América.

"A diretoria está vendo isso e reforços vão chegar. Os dirigentes estão correndo atrás e tenho certeza que eles vão fazer o melhor para o clube. Agora, nós precisamos ter autocrítica também e saber onde erramos. Cada um deve ver o que pode e o que não pode ser repetido no ano que vem. A maior virtude do ser humano é reconhecer os seus erros. E quando você não conquista a competição ou não está brigando pelo título, é porque algo aconteceu. A gente tem que ter os pés no chão para que possamos ser ainda mais fortes em 2013", concluiu.

Veja também:  Adriano confirma acerto, mas diz que pendência ainda impede renovação

Vale lembrar que Dracena, cuja lesão no joelho foi sofrida no empate com o Botafogo, por 0 a 0, no dia 18 de julho, na Vila Belmiro, pela 10° rodada do Brasileirão, já tem treinado no campo do CT Rei Pelé, mas ainda não está liberado para trabalhar com bola. Desta forma, o retorno do zagueiro só irá acontecer em 2013.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: SantosEdu Dracena

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG