Advogado do ex-jogador alemão alega falta de renda e de emprego para pedir a multa de 6 euros ao dia durante seis meses

EFE

Ballack, ex-jogador da seleção alemã
Getty Images
Ballack, ex-jogador da seleção alemã

O advogado do ex-jogador alemão Michael Ballack, que foi julgado nesta quarta-feira na Espanha por crime contra a segurança viária, alegou falta de renda e de emprego para pedir a multa mínima como pena.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Grande nome da seleção alemã por quase uma década, Ballack foi parado por policiais no último dia 17, quando circulava a 211 km/h em uma rodovia na cidade de Cáceres. No julgamento, não era necessária a presença do ex-jogador, já que não era pedida sua prisão, pela promotoria.

Leia mais sobre futebol germânico no Blog do Alemão

Na audiência, que não teve sentença divulgada ainda, o Ministério Público voltou a pedir a multa de quase 10 mil euros e a retirada da carteira de motorista do alemão por dois anos e meio. O defensor de Ballack pediu que a perda da habilitação fosse por apenas um ano e que a multa fosse de 6 euros ao dia durante seis meses, o que somaria pouco mais de mil euros no período. "Ter sido um jogador famoso de futebol não significa que tenha patrimônio", disse o advogado.

A sentença deverá ser divulgada na próxima semana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.