Após tropeço em casa, Mauro Fernandes é demitido do América-MG

Time mineiro perdeu para o ASA no Independência e técnico não resistiu à má campanha

Gazeta |

AE
Segundo o dirigente Francisco Santiago, Mauro Fernandes não conseguiu os resultados esperados

Derrotado pelo ASA em plena Arena Independência, em partida válida pela 34ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, Mauro Fernandes não é mais o técnico do América-MG. Em dois meses no comando do Coelho, o treinador não conseguiu retomar o caminho das vitórias do início da competição e acabou demitido pela diretoria já nos vestiários do estádio em Belo Horizonte.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O anúncio foi feito por Francisco Santiago, integrante do Conselho de Administração do clube, que já começa a planejar o elenco para a próxima temporada. "O Mauro conhece o América, mas não tivemos os resultados esperados, então, já comuniquei que ele não é mais o treinador. Sinto muito porque fizemos amizade, mas não posso deixar de tomar uma decisão, que já vinha sendo estudada", revelou o dirigente.

Após descartar Nedo Xavier, do próprio ASA, como provável substituto, Santiago avisou que grandes mudanças ocorrerão na estrutura do elenco para 2013 e que a busca por um novo treinador será iniciada apenas na segunda-feira. Dessa maneira, o auxiliar Cláudio Prates será responsável pelos treinamentos no restante desta semana.

Contratado para substituir Givanildo Oliveira e o interino Milagres, Mauro Fernandes se mostrou tranquilo com a decisão tomada pela diretoria. "Quando assumi, tínhamos dois objetivos. O primeiro era salvar o América do rebaixamento, que vinha em queda livre, peguei o time com 30 e hoje tem 50. O segundo era conseguir a classificação para a Série A, que, infelizmente, não foi concluída", ressaltou.

Identificado com o Coelho, Fernandes lamentou a falta de sorte nas últimas partidas e a impossibilidade de completar uma marca significativa no comando do clube. "Fizemos grandes partidas fora de casa, mas no Independência parece que as traves têm imã, porque a bola sempre vai na trave e não entra. Pena que não vou chegar ao centésimo jogo", afirmou o ex-técnico, que tem 98 partidas no comando do time verde e preto.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: série bamérica-mgmauro fernandestécnicocoelho

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG