Mesmo se for absolvido no dia 8, Palmeiras deve encarar Flu no interior

A três dias do jogo marcado em Araraquara, seria difícil lidar com problemas de logística, como a venda de ingressos, acusados pela mudança

Gazeta |

Gazeta Press
Palmeiras deve jogar em Araraquara

Em 8 de novembro, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgará o pedido de efeito suspensivo do Palmeiras para diminuir sua pena de mandar quatro jogos a 100 km da capital paulista. Se obtiver sucesso, poderá enfrentar o Fluminense, no dia 11, no Pacaembu, mas o próprio clube considera difícil alterar o local da partida.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Embora o diretor jurídico Piraci Oliveira garanta que existe a possibilidade de atuar em São Paulo mesmo com a decisão três dias antes do confronto, detalhes da logística do duelo atrapalhariam, como a venda de ingressos. Por isso, o clube trabalha com a possibilidade de levar mais um compromisso para Araraquara, a 270 km da capital.

Existe a possibilidade de o Verdão enfrentar o líder do Campeonato Brasileiro em Presidente Prudente, a cerca de 560 km de São Paulo, em viagem que agrada mais ao elenco por ser de avião, não de ônibus para Araraquara, local preferido de Gilson Kleina. Apesar da campanha da torcida do Atlético-MG em redes sociais virtuais para o jogo ocorrer em Belo Horizonte, as chances são muito remotas.

Publicamente, os jogadores não admitem em suas entrevistas a predileção a Presidente Prudente, até porque o treinador se colocou publicamente contrário à mudança só pelo argumento de viagem mais tranquila de avião. E seus comandados passaram a repetir o discurso de que o time nunca está em casa porque o Palestra Itália segue em reformas.

"Sem o estádio do Palmeiras, não somos locais em lugar algum. Jogar aqui e lá é a mesma coisa. Temos que pensar em ganhar", disse Barcos, que já confessou não gostar do Pacaembu, onde marcou só três de seus 25 gols no clube, preferindo a Arena Barueri, onde a equipe atuou nas fases finais da campanha do título da Copa do Brasil.

Além do efeito suspensivo, a expectativa da diretoria do Palmeiras é de que também seja julgado pelo STJD no dia 8 o pedido de impugnação - e, consequentemente, a anulação - da derrota para o Inter por interferência externa, basicamente de repórteres, na invalidação do gol de mão de Barcos. A data agrada ao Verdão por ainda dar tempo de um novo jogo ser disputado.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: palmeirasstjdfluminenseararaquarabrasileirão 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG