Capitão santista, fora dos gramados se recuperando de uma cirurgia no joelho, disse que conversou com atacante após desabafo na última partida

As críticas feitas pelo atacante Neymar ao time do Santos, depois do empate com o Náutico, por 0 a 0, na última quinta-feira, na Vila Belmiro, não criou problemas internos no elenco. Mas, para o capitão do Peixe, o zagueiro Edu Dracena, que está afastado para se recuperar de uma cirurgia no ligamento do joelho esquerdo, o desabafo de Neymar é natural, só que poderia ter sido feito de outra maneira.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O zagueiro Edu Dracena está fora dos gramados devido à uma contusão no joelho
Futura Press
O zagueiro Edu Dracena está fora dos gramados devido à uma contusão no joelho

"Conversei com ele depois do jogo. O Neymar estava de ‘cabeça quente’ e ele é que nem eu: não gosta de perder nem em treino. Ele ficou nervoso e fez as críticas dele, o que é normal. Nós encaramos essa situação com naturalidade. Às vezes você fica nervoso, mas tem que pensar para não expor o grupo assim. É melhor comentar no vestiário, que fica tudo entre nós", afirmou Dracena, procurando não entrar em polêmica com o camisa 11.

"É assim mesmo, esses desabafos acontecem. Eu também já falei coisas que não deveria. É normal. Agora, como nós conhecemos bem o Neymar, sabemos que é o desabafo de alguém que quer ganhar. Vida que segue", ponderou.

Para Neymar, os seus companheiros de equipe precisam criar opções para que o Alvinegro Praiano não dependa, em algumas oportunidades, de algum lance individual seu para marcar gols ou até mesmo chegar à vitória.

"Eu peço para eles aparecerem para jogar, não ficarem apenas olhando para a minha cara, esperando eu fazer alguma coisa", criticou Neymar. Com esse episódio superado, o Santos, com Neymar, volta a campo pelo Campeonato Brasileiro diante do Cruzeiro, no próximo sábado, a partir das 19h30 (de Brasília), na Arena Independência.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.