Dinamite acumula cargo de vice e confirma um mês de atraso salarial

Presidente do Vasco reconhece erro, mas diz que situação é comum porque nunca recebeu salário em dia durante os 20 anos dos tempos de atleta

Gazeta |

Site oficial
Roberto Dinamite, presidente do Vasco

A saída de José Pinto Monteiro, mais um vice-presidente insatisfeito com a suposta centralização do poder por Roberto Dinamite, motivou o ex-atacante a decidir acumulará os cargos de presidente e vice do Vasco . O anúncio foi feito em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira. Dinamite ocupará os dois cargos até o final do ano, quando Ercolino de Lucca, que se recupera de problema de saúde, assume a função.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Negando qualquer possibilidade de se afastar do cargo mesmo após reunião com representantes de uma torcida organizada, Roberto Dinamite também garantiu que não se aproximará de grupos opositores, como o encabeçado pelo ex-presidente Eurico Miranda. Durante uma hora e meia desta terça-feira, o presidente vascaíno foi questionado a respeito de uma série de temas que cercam o dia a dia do clube que vem de cinco derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro e que já "jogou a tolha" de suas chances de classificação para a Libertadores.

Conformado, o presidente do Vasco revelou que os salários do grupo de jogadores e do corpo de funcionários do clube está um mês atrasado e que ainda não há previsão de quitação. "Vivi como atleta por 20 anos aqui e nunca recebi meu salário em dia. Está errado? Claro, e temos que cumprir nossas obrigações. Mas é um atraso de um mês, que muitos clubes também têm", desconversou Dinamite.

Leia também:  Vasco já trabalha com chance do retorno de Bernardo para 2013

Questionado a respeito do investimento realizado com as vendas de jogadores como Diego Souza, Fágner e Rômulo, Roberto Dinamite contou que o valor dos dois últimos foi designado para quitar dívidas trabalhistas antigas e que o Al Ittihad, clube que comprou os direitos federativos do meio-campista, ainda não acertou a realização do pagamento.

Assim que o Vasco conseguir reequilibrar as contas, dará início à documentação para a compra do terreno em que será construído o centro de treinamentos da equipe, área atualmente pertencente ao ex-jogador Pedrinho Vicençote. A meta é que as obras comecem em 2013. "Já temos o projeto, o que terá que ser feito e como fazer. Agora é só tocar a obra. A verdade é que o Vasco é maior que tudo isso".

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: VascoRoberto DinamiteBrasileirão 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG