Segundo Barcos, delegado admitiu alegria por ter prejudicado Palmeiras

Atacante palmeirense criticou Gerson Antonio Baluta, que teria ficado feliz em 'prejudicar' o Palmeiras

Gazeta |

A interferência externa que o Palmeiras acredita ter ocorrido na anulação do gol de mão de Barcos na derrota para o Inter não foi o único motivo para irritação do time. De acordo com o atacante, o delegado do jogo, Gerson Antonio Baluta, que teria passado a informação ao árbitro, se disse feliz por prejudicar o Verdão.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Gazeta Press
Jogadores do Palmeiras reclamam da anulação do gol de Barcos

"O delegado falou ao doutor do clube que, se a CBF na levá-lo mais a nenhum jogo, vai ficar feliz e tranquilo em casa porque prejudicou o Palmeiras", contou o argentino, extremamente irritado pela postura do dirigente em meio à luta contra o rebaixamento.

Leia mais: Barcos alega que sofreu pênalti no lance do gol de mão e nega intenção

"Não sei nem o nome dele, mas é algo muito ruim para o Palmeiras. Na situação em que estamos, somos prejudicados por alguém que não sei nem quem é", lamentou o camisa 9, pivô da polêmica jogada, em entrevista coletiva concedida na noite desta segunda-feira na Academia de Futebol.

O deboche de Baluta foi uma das poucas palavras que puderam ser ouvidas por alguém do Verdão no Beira-Rio, já que jogadores e membros da comissão técnica pressionavam para falar com ele enquanto ele corria para sair de campo no sábado. "Isso (a felicidade dele com o prejuízo ao clube) agrava muito a situação e nos preocupa", falou Barcos.

Amparado pela instrução da Comissão Nacional de Arbitragem de que o quadro de arbitragem não pode dar entrevistas, Gerson Antonio Baluta, não se declarou publicamente sobre o caso. O Palmeiras diz ter testemunha de que ele perguntou a repórteres se o gol foi com a mão e repassou a informação ao quarto árbitro.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: palmeirasbarcos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG