Indeciso, Palmeiras aguarda decisão de Tirone sobre anulação de jogo

Diretor jurídico afirma que o clube reconhece a infração no gol de Barcos contra o Inter, mas que busca "manter a mesma regra em todos os jogos"

Gazeta |

Gazeta Press
Jogadores do Palmeiras reclamam da anulação do gol de Barcos

A polêmica sobre a anulação do gol de Hernán Barcos na derrota do Palmeiras por 2 a 1 diante do Internacional continua viva nos bastidores do time alviverde. Em entrevista à Rádio Estadão/ESPN  nesta segunda-feira, o diretor jurídico, Piraci Oliveira, afirmou que o clube paulista ainda não decidiu se buscará reverter o resultado da partida e que a decisão final será do presidente, Arnaldo Tirone.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"O Palmeiras ainda está analisando esta questão, com decisão final do presidente. Isso ainda não está definido. É uma questão de provas de influência externa", disse Oliveira.

E mais: Após gol anulado, Kleina pede "representação" da diretoria do Palmeiras

Além disso, o dirigente destacou que a equipe não está negando a irregularidade do gol de Barcos, que tocou com a mão na bola. Segundo Oliveira, o principal objetivo do Palmeiras é fazer prevalecer a igualdade no futebol.

Veja ainda:  Ex-goleiro Marcos lembra que levou gol de mão e vê falta de critério

"O que se busca não é defender o errado. O que se busca é manter a mesma regra em todos os jogos. O Palmeiras foi muito prejudicado em outras partidas", encerrou.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: palmeirasbrasileirão 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG