Gullit contraria críticos e coloca Brasil entre os favoritos para a Copa de 2014

Holandês destaca talento individual e fator casa como forças da equipe brasileira, mas admite ver a Espanha acima das demais seleções

Gazeta |

Getty Images
Ruud Gullit, ex-jogador holandês

Em visita ao Brasil, o ex-jogador Ruud Gullit se surpreendeu com a quantidade de críticas à seleção brasileira que ouviu. Durante a participação neste domingo no programa Mesa Redonda , da TV Gazeta , o holandês disse considerar o time de Mano Menezes é um dos favoritos ao título da Copa do Mundo de 2014 .

"O futebol brasileiro tem um alto nível, como o europeu. Creio que a Espanha está acima de todos neste momento, contando com jogadores diferenciados. Mas os brasileiros são os favoritos no Mundial, até porque jogam em casa. Vocês sempre jogam bem individualmente, com grandes atletas", afirmou Gullit.

Você concorda com a análise de Gullit? Deixe seu comentário

O holandês sabe que a sua opinião não encontra muitos adeptos no Brasil. "Sinto que a Seleção Brasileira é muito criticada aqui. Vi as Olimpíadas, e o time jogou bem. É outra geração, com talento. Mas continuem criticando... Quem sabe a Holanda não ganha essa Copa?", brincou.

Gullit lembrou que vencer uma Copa do Mundo é um sonho antigo dos holandeses, vice-campeões em 1974 e em 2010. "É uma coisa triste. Obviamente, todo mundo quer ganhar. Mas fico contente que a Holanda seja um país importante para o futebol mundial. A representatividade é um orgulho para o nosso país, que é pequeno territorialmente", ressalvou.

Leia ainda:  Gullit defende ida de Neymar a Europa como treino para Copa do Mundo

"Em 1974, a Holanda era revolucionária pelo modo como interpretava o futebol mundial. A gente joga no estilo de que gosta, o 4-3-3. Nosso problema era que muitos jovens saíam do país muito cedo, com 17 anos. Por outro lado, sempre aparecem novos talentos", complementou.

Gullit ainda rememorou os dois últimos encontros entre Brasil e Holanda em Copas do Mundo. Em 2010, seu país levou a melhor com uma virada por 2 a 1. "Mas tivemos muita sorte, pois poderia estar 3 a 0 para o Brasil no primeiro tempo. Depois, estávamos melhores contra a Espanha na final e perdemos", lamentou, citando também a derrota para os brasileiros nas penalidades em 1998. "A Holanda não tem muita sorte com pênaltis", sorriu.

Antes de deixar o Brasil, Ruud Gullit adiantou que voltará em breve. "Desejo um Mundial espetacular em 2014. Virei para cá para acompanhar. Eu gosto do Brasil!", sorriu o ídolo holandês.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: Seleção BrasileiraCopa 2014Gullit

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG