Presidente do Vasco diz que clube pegou cotas antecipadas da televisão para quitar problemas financeiros do passado

O Vasco atravessa um momento complicado nos bastidores. Com dificuldades para manter em dia os salários dos atletas nesta temporada, o presidente cruz-maltino, Roberto Dinamite, reclamou de dívidas que teria herdado de administrações anteriores ao justificar o desequilíbrio no caixa de São Januário.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Dinamite disse que problemas financeiros não têm relação com queda de rendimento do Vasco
Hilton Mattos
Dinamite disse que problemas financeiros não têm relação com queda de rendimento do Vasco

"Mesmo com dificuldade, o Vasco teria vida própria se não tivesse de pagar (dívidas antigas) a Romário, Júnior Baiano, Viola, Euller... São situações criadas ao longo dos anos e tenho de assumir isso. Ainda assim, acredito no Vasco na Libertadores e brigando por posições na competição", afirmou o mandatário, à rádio Estadão ESPN .

Leia mais: Juninho Pernambucano: "É triste acabar a temporada assim"

Apesar dos problemas financeiros e até estruturais (chegou a faltar água nos vestiários), o clube carioca conseguiu se sustentar no G-4 até a 29ª rodada, quando sofreu uma queda de rendimento. No entanto, Dinamite não acredita em interferência dos atrasos no desempenho do time.

Veja ainda: Corinthians vence primeiro teste pré-Mundial e afasta Vasco do G4

"O ideal é estar com todos os compromissos em dia e é isso que estamos buscando, mas isso não vai tirar a garra, a disposição e a aplicação da equipe", comentou. Dinamite ainda se defendeu citando problemas de outras equipes do futebol nacional.

Confira ainda: Para ampliar capacidade e sediar rúgbi em 2016, São Januário pode ser demolido

"Qual clube brasileiro que não tem dívida hoje com atletas? Podem ser dois ou três (que estão em dia). O Vasco é um clube como outro grande qualquer e tem suas dificuldades. Se antecipamos alguma coisa (cotas), todo mundo antecipou", justificou.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.