Júlio César brilha, mas não evita derrota do QPR diante do Arsenal pelo Inglês

Goleiro brasileiro mais uma vez mostrou que está em boa forma, mas levou um gol no final e não impediu outra derrota da sua equipe na Inglaterra

Gazeta |

Nem mesmo a ótima atuação do goleiro Júlio César foi o suficiente para evitar mais uma derrota do Queen’s Park Rangers. Desta vez, o algoz foi o Arsenal , que mesmo sem jogar bem, venceu, no sufoco, por 1 a 0, com gol de Arteta nos minutos finais da partida, no Estádio Emirates, em Londres, pela nona rodada do Campeonato Inglês.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros internautas

Com este triunfo, os Gunners ganharam cinco posições na tabela da Premiere League e, agora, aparecem na quarta colocação, com 15 pontos. No próximo sábado, os londrinos terão o rival Manchester United pela frente, em Old Trafford. Enquanto isto, o QPR segue sem vencer no Nacional e, com três pontos, está na última posição, mas tentará a reabilitação contra o Reading, em casa.

Confira mais notícias sobre futebol inglês no iG Esporte

Querendo se recuperar da sequência de duas derrotas consecutivas, uma pela Liga dos Campeões da Europa, para o Schalke 04, e outra pelo Campeonato Inglês, para o Norwich City, o Arsenal começou melhor, com uma maior posse de bola e um amplo domínio no meio-campo. No entanto, estas condições não se refletiram no jogo, que foi muito truncado e teve poucas chances.

Getty Images
Arteta empurra a bola para o gol na vitória de 1 a 0 do Arsenal sobre o Queens Park Rangers

No primeiro tempo, destacam-se apenas duas boas chances dos Gunners: uma aos oito minutos, quando o goleiro Júlio César espalmou para o meio da área cruzamento de André Santos e quase viu Giroud empurrar para o fundo da rede, e outra logo na sequência, com Sagna cruzando para a área e Ramsey cabeceando para a trave do arqueiro brasileiro.

Do outro lado, o QPR se retrancava, e, quando resolvia sair para o jogo, encontrava uma forte marcação em sua saída. No final da primeira etapa, a equipe visitante até conseguiu igualar a porcentagem da posse de bola, mas nada que preocupasse a meta de Mannone, que só teve trabalho ao cortar, de soco, bola levantada em sua área após cobrança de falta.

Já na segunda metade do jogo, um personagem começava a tomar conta do jogo: Júlio César, que, até agora, não tinha justificado os milhões investidos em sua contratação. Logo aos cinco minutos, Mertesacker apareceu livre para cabecear, depois de falta cobrada por André Santos, e viu o brasileiro fazer boa defesa e evitar o primeiro gol do Arsenal.

Com a saída de um apagado Podolski, que deu lugar para Gervinho, a equipe mandante ganhou mais consistência no passe. A alteração surtiu efeito logo aos 31 minutos, quando Cazorla, sozinho, perdeu incrível chance de inaugurar o marcador. No entanto, três minutos depois, tudo se complicou para o QPR, que viu o seu zagueiro Mbia tentar chutar Vermaelen e ser expulso.

O técnico francês Arsène Wenger resolveu apostar as suas fichas no russo Arshavin, que colocou mais velocidade em seu ataque. Mas Júlio César insistia em atrapalhá-lo: o brasileiro espalmou bola após lambança do zagueiro Diakité, e vibrou quando Giroud, na sobra, mandou para fora. Mas as comemorações do ex-goleiro da Seleção Brasileira pararam por aí.

Quando o relógio marcava 38 minutos, Júlio César fez duas defesas excelentes em sequência, mas Arteta persistiu e fez 1 a 0 para os Gunners. Cinco minutos depois, o goleiro caxiense evitou novo tento ao defender chute de Cazorla. A sua boa atuação, porém, não se refletiu no ataque, já que Granero desperdiçou duas boas chances de empatar a partida, nos minutos finais.

Abaixo, veja outros jogos deste sábado, válidos pelo Campeonato Inglês:

Aston Villa 1 x 1 Norwich
Reading 3 x 3 Fulham
Stoke City 0 x 0 Sunderland
Wigan 2 x 1 West Ham

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: InglaterraArsenalQPRFutebol MundialJulio César

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG