Corinthians vence primeiro teste pré-Mundial e afasta Vasco do G4

Técnico Tite voltou a escalar o que tem de melhor à disposição e time paulista venceu por 1 a 0 no Pacaembu

Gazeta |

O técnico Tite voltou a escalar o que tem de melhor à disposição no Corinthians, na noite deste sábado, e obteve a vitória por 1 a 0 sobre o Vasco, no estádio do Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro. No primeiro teste para o Mundial de Clubes, o time não teve uma grande exibição, mas contou com gol de Guerrero para complicar o Vasco, que busca uma vaga na Copa Libertadores.

O atacante peruano balançou as redes no segundo tempo para definir o placar. Depois de ter dado folga aos principais titulares até a rodada passada, Tite iniciou neste sábado a preparação específica para o Mundial, com a intenção de definir a escalação ideal e embalar para o torneio no Japão.

Os únicos desfalques neste duelo foram por ordem médica: Emerson Sheik, Danilo e Wallace (reserva). Com o triunfo, o Corinthians chegou aos 47 pontos no Nacional. Já o Vasco se complicou ainda mais na busca pela vaga na próxima Libertadores, pois permanece com 50 pontos e acumula agora cinco partidas seguidas sem triunfos.

O próximo compromisso do Corinthians será no domingo, dia 4 de novembro, no Serra Dourada, contra o Atlético-GO. No mesmo dia, o Vasco receberá o Sport, em São Januário.

O jogo
O Vasco iniciou a partida com mais presença na frente, apostando principalmente em jogadas pela direita de seu ataque, com Jonas. Porém, o clube visitante exibiu pouco poder de conclusão em suas primeiras tentativas. Do outro lado, o Corinthians apresentou uma postura apática e, além disso, dificuldade na criação, apesar dos esforços de Douglas, sozinho na armação.

A primeira chance da partida saiu pelo lado do clube cruz-maltino, em batida de falta da meia-esquerda, que Juninho Pernambucano mandou por cima do gol. O Timão também teve uma falta a seu favor, que Douglas levantou na área, mas a defesa vascaína levou a melhor.

Consistente na marcação, o ex-corintiano Nilton até tentou se aventurar no ataque, sem a técnica necessária para armar seu time. Quando conseguiu arrancar desde o meio-campo, o volante fez a assistência para Carlos Alberto, que arrematou completamente errado.

Desta forma, o jogo só teve seu primeiro lance de emoção aos 27 minutos, quando Martínez ganhou pela direita e fez o passe para Guerrero, que bateu com força, obrigando Fernando Prass a salvar o Vasco. Na jogada seguinte, o peruano alegou ter sofrido pênalti, mas Leandro Vuaden discordou.

Pouco depois, foi a vez de Romarinho invadir a área e também pedir uma infração, mais uma vez em lance considerado normal pelo árbitro. Depois de um início sonolento, o Corinthians passou a se posicionar mais no ataque e, consequentemente, pressionou os visitantes.

Porém, aos 41 minutos, o time de Marcelo Oliveira quase abriu o placar. Em falta pela esquerda de longe, Juninho Pernambucano permitiu que Felipe Bastos fizesse a cobrança. O chute do volante acertou o travessão de Cássio.

Gazeta Press
Peruano Guerrero comemora o único gol marcado no Pacaembu

Já nos acréscimos, o Corinthians perdeu chance incrível, no momento em que Douglas recebeu assistência com liberdade na área e bateu de primeira, tirando de Fernando Prass, mas mandando para fora.

Depois do intervalo, o Timão precisou de apenas dois minutos para levantar a Fiel. Paulinho fez belo passe na direita para Alessandro, que cruzou para Martínez cabecear com perigo, exigindo mais uma grande defesa de Fernando Prass.

Com mais disposição, os donos da casa seguiram na frente. Romarinho tabelou com Guerrero e chutou para fora. Na jogada seguinte, Fábio Santos abriu na direita para Romarinho, que pedalou na frente da marcação e arrematou sem perigo.

A recompensa por ter voltado mais disposto do intervalo chegou aos 13 minutos. Guerrero pegou rebote na área do Vasco e bateu forte, sem dar chance a Fernando Prass. Assim que sofreu o gol, Marcelo Oliveira tirou Éder Luís para colocar Maicon Assis. No entanto, o time local seguiu melhor no Pacaembu.

Douglas recebeu lançamento em velocidade, com liberdade, invadiu a área, driblou Cássio e permitiu a chegada da defesa, que impediu o chute. O meia, então, tocou no meio para Martínez, que repassou na esquerda para Guerrero, que deu um leve toque por cima de Prass. Mas a defesa chegou na hora para tirar quase em cima da linha.

Depois disso, os dois treinadores apostaram em mudanças. Thiago Feltri e Jhon Cley entraram nos lugares de Felipe Bastos e Marlone, respectivamente, pelo lado do Vasco. Já do lado corintiano, Jorge Henrique e Edenílson assumiram os postos de Romarinho e Martínez. Apesar das mudanças, o jogo não teve mais o placar alterado.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 VASCO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 27 de outubro de 2012 (Sábado)
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Fabrício Vilarinho Silva (Fifa-GO) e Janette Mara Arcanjo (MG)
Cartões amarelos: Guerrero, Ralf (Corinthians). Éder Luís, Carlos Alberto (Vasco)
Público: 24.376 pagantes
Renda: R$ 763.727,44
GOL: CORINTHIANS: Guerrero, aos 13 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio, Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Douglas (Guilherme Andrade); Romarinho (Jorge Henrique), Guerrero e Martínez (Edenílson)
Técnico: Tite

VASCO: Fernando Prass, Jonas, Renato Silva, Douglas e Wendel; Fellipe Bastos (Thiago Feltri), Nilton, Juninho Pernambucano e Marlone (Jhon Cley); Éder Luís (Maicon Assis) e Carlos Alberto
Técnico: Marcelo Oliveira

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: corinthiansvascobrasileiropacaembuge.net

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG