Wesley promete se superar na base da vontade e pedir para sair quando cansar

Após sete meses, o jogador, enfim, vai começar uma partida como titular do Palmeiras, neste sábado, contra o Internacional

iG São Paulo * |

Gazeta Press
Wesley vai começar jogando contra o Inter

Após quase sete meses em recuperação de cirurgia no joelho direito, Wesley entrou no segundo tempo da vitória sobre o Cruzeiro e já será titular contra o Internacional, neste sábado, no Beira-Rio. Ciente de suas dificuldades, o meio-campista promete solicitar substituição caso sinta que pode prejudicar o time, mas avisa: não faltará empenho para ajudar o time na luta contra o rebaixamento.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Foi isso que o camisa 87 mostrou a Gilson Kleina durante conversa no treino desta sexta-feira. "Ele conversou bastante comigo, sabe que tenho pouco tempo para adquirir meu bom futebol, mas vou superar na vontade. É meu segundo jogo, vamos ver", comentou o jogador.

No papo, o técnico pediu para o meio-campista ajudar o time na marcação sob pressão no campo adversário. Kleina até abriu mão do 4-3-3 por confiar na capacidade de Wesley em ajudar no quesito, e gritou o nome do recém-recuperado atleta seguidas vezes, tanto para alertá-lo quanto para pedir para os colegas apostarem nele, tocando a bola para aproveitar a sua dinâmica.

Leia mais:  Kleina deixa 4-3-3, saca Betinho e treina com Wesley como titular

À disposição na luta contra o rebaixamento, o meio-campista promete ir até seu limite para pressionar o adversário. "Ele pediu para todos fazerem essa marcação em cima, porque precisamos do resultado. Claro, com cautela, mas temos que nos doar ao máximo. Quem não aguentar mais, pede para sair para outro novo fazer a função", falou.

Para alegria de Wesley, Kleina o escala para comandar a saída de bola no meio-campo. "Gosto mais de jogar como segundo volante, marcando atrás, saindo para o jogo e ocupando espaço na frente. A situação pede que se preze mais a vontade, a humildade e a garra para marcar, e também tentar sair com qualidade. Vamos com tudo."

Veja também:  Marcos pede calma a Ronaldo e Vampeta em seu jogo de despedida

O jogador garante: nenhum receio em relação à lesão será problema. "Quando o cara volta em uma situação como a minha, no comecinho fica complicado para fazer uma mudança de direção, com receio para dominar uma bola de costas, levar uma dividida. Mas o que vale muito nessa hora é a cabeça: procurar esquecer, se apegar muito a Deus e ir com tudo", enfatizou.

* com Gazeta

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: wesleypalmeiras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG