Tite descarta cláusula e só pensa em seleção brasileira após a Copa de 2014

De contrato renovado com o Corinthians até o fim de 2013, técnico ambiciona dirigir o Brasil somente depois da Copa de 2014

iG São Paulo * |

As conquistas do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores da América colocaram o técnico Tite na relação dos principais treinadores do país. Porém, na renovação de contrato com o Corinthians, o comandante não estipulou uma cláusula para ser liberado para a seleção brasileira em caso de saída de Mano Menezes em 2013.

Você gostaria de ver Tite como técnico do Brasil? Opine!

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Tite disse que só pensa na seleção brasileira após a Copa de 2014

"Não tem cláusula. Ambiciono a seleção só para depois de 2014, quando o Mano não estará mais e outros profissionais também estarão disponíveis", salientou, depois do treino da manhã desta sexta-feira.

Leia mais: Corinthians inicia preparação final antes de Mundial com volta de seis titulares

Com a oficialização da renovação de seu vínculo com o Alvinegro até o fim da próxima temporada, o treinador também explicou que prefere, atualmente, seguir no comando do Timão a dirigir o Brasil.

Confira ainda: Cássio elogia renovação de Tite e dá méritos à diretoria

"Minha resposta é sim (melhor treinar o Corinthians neste momento). Mas isso sem querer criar polêmica com a Seleção, quero que entendam isso", acrescentou. Tite esclarece que tem a prioridade pelo clube agora em função da confiança que recebe da diretoria. O discurso também é uma forma de exibir respeito por Mano Menezes, evitando uma pressão sobre o comandante da Seleção.

"O Corinthians me proporcionou poder terminar o ano e olhar para traz tranquilo, sabendo que treinei times de fábrica, de segunda divisão, de primeira... Consegui ser campeão em todos os níveis e isso não tem preço para mim", declarou o técnico, que disputará o Mundial de Clubes em dezembro.

*Com Gazeta

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: corinthianstiteseleção brasileira

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG