Ponte Preta acusa Palmeiras de procurar Cicinho, mas Tirone nega

"Este é o tipo de negociação de praxe do Palmeiras. O presidente deles ligou direto para o atleta, é um absurdo" disse o mandatário da Ponte Preta

Gazeta |

Pontepress
Cicinho, lateral da Ponte Preta

Quando Gilson Kleina aceitou assumir o Palmeiras, no dia 19 de setembro, a Ponte Preta, sua então equipe, reclamou de uma suposta falta de ética do clube da capital, que não procurou antes a diretoria da Macaca para chegar a um acerto. Segundo Márcio Della Volpe, presidente do clube campineiro, o time da capital repetiu a atitude, agora ao sondar Cicinho, seu lateral direito.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Este é o tipo de negociação de praxe do Palmeiras. O presidente deles ligou direto para o atleta, é um absurdo. Mas a Ponte cobra o valor que achar justo. Se o Palmeiras quiser pagar...", disse o mandatário.

Destaque da equipe alvinegra no Brasileirão, Cicinho tem contrato com a Ponte Preta até 2015 e o seu clube ainda aguarda uma proposta oficial para pensar em negociá-lo. "Ele interessa a vários clubes brasileiros, são sete ou oito, e o Palmeiras está entre eles. Mas, para a diretoria da Ponte, não chegaram contatos. Não temos nada de oficial, só de oficioso, porque consultaram empresários. Mas a Ponte tem os direitos e quer continuar com o jogador", acrescentou.

Leia mais: Marcos pede calma a Ronaldo e Vampeta em seu jogo de despedida

Mesmo ainda na briga para se salvar da zona de rebaixamento do Brasileirão, o Palmeiras já começa a fazer seus preparativos para 2013, ano em que voltará à disputa da Copa Libertadores. Um lateral direito está entre as prioridades da equipe, mas o presidente Arnaldo Tirone negou ter entrado em contato com o ponte-pretano."Não houve nenhuma conversa com o Cicinho. Ele nos foi oferecido por uma das pessoas que têm a participação nele, mas não houve nenhuma conversa com o jogador", limitou-se a dizer o mandatário alviverde.

Com apenas Artur para a lateral, Kleina tem como opções para substituir o camisa 2 a improvisação dos volantes Correa e Márcio Araújo, ou utilizar o reintegrado Fabinho Capixaba. Ayrton, do Coritiba, foi dado como certo pelo vice-presidente Roberto Frizzo para o próximo ano, mas Tirone contemporizou e disse não haver nenhuma contratação para a próxima temporada já fechada.

Veja também: CBF altera horário de Palmeiras x Botafogo, em Araraquara

Cicinho deve, ao menos, ter seu nome estudado, pois o presidente dissera que, ao ter um jogador oferecido, acaba fazendo uma análise sobre ele. Na comissão técnica alviverde, o lateral tem um admirador: Kleina, com quem trabalhou nos tempos de Ponte Preta e que já fez elogios públicos ao seu antigo comandado.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: tironepresidentepalmeirasponte pretadella volpecicinhobrasileirão 2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG